Esporte

John Lineker garante que não volta ao peso-mosca nem por luta pelo cinturão

Ag. Fight

24/05/2017 13h57

John Lineker foi derrotado por TJ Dillashaw no UFC 207 – Diego Ribas

Após sofrer para bater os 57 kg da categoria dos pesos-moscas em algumas ocasiões, e falhar em quatro oportunidades, John Lineker decidiu voltar para os pesos-galos (61 kg) e fez seu retorno na divisão em setembro de 2015. Desde então, o ‘Mãos de Pedra’ venceu mais três lutas e só teve sua sequência de vitórias interrompida em dezembro passado quando foi superado por TJ Dillashaw. E, com o bom desempenho na categoria, o brasileiro garantiu que não desce mais para a divisão dos moscas, nem mesmo para lutar pelo cinturão.

De acordo com Lineker, a sua força e precisão são afetadas com o corte brusco para os 57 kg dos moscas. E por isso, o brasileiro não cogita de forma alguma descer novamente de categoria. Afinal de contas, o Mãos de Pedra garantiu que se sente muito mais confiante lutando nos galos.

“Não, eu não penso mais em descer para o peso-mosca, me sinto muito bem no peso-galo. Mesmo se o UFC me dissesse que descendo eu já lutaria pelo título, eu com certeza não desceria de categoria porque me sinto muito confortável no peso-galo. Muito mais forte e muito mais preciso”, contou em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

Em sua última apresentação contra Dillashaw, Lineker teve seu maxilar quebrado logo no início do duelo e teve que passar por um procedimento para colocar placas de titânio no rosto. Até agora, o brasileiro ainda não está liberado para voltar a lutar, mas ele fez questão de garantir que está tranquilo mentalmente e que a lesão sofrida na sua última luta não abala em nada o seu psicológico para os próximos combates.

“Como meu queixo foi quebrado, precisei colocar placa. Coloquei duas placas de titânio e oito parafusos no maxilar. Tenho certeza que isso não vai me abalar e não vai mudar em nada o meu jogo e a minha confiança de lutar sempre indo para cima. Até o médico falou que o lado direito agora vai ficar mais forte que o lado esquerdo e eu até brinquei com ele e falei que era melhor ter feito dos dois lados logo (risos). Isso não vai me abalar em nada. Vou continuar lutando como sempre fiz, sem medo de levar um golpe naquela região. Meu psicológico está bem forte”, declarou, antes de analisar a luta contra Dillashaw.

“A minha com o TJ foi questão de detalhes. O meu queixo acabou quebrando no primeiro round, na primeira canelada que ele deu. Senti que tinha algo errado ali e isso me deixou um pouco receoso de receber outro golpe na mesma região. Fiquei com receio dele entrar nas minhas pernas ou me chutar e acabei vacilando. O mesmo movimento que ele estava fazendo para chutar, ele estava fazendo para tentar uma queda nas minhas pernas. Então, essa canelada que acabou quebrando meu queixo me prejudicou no combate”, afirmou.

Atualmente em fase final de recuperação da cirurgia que fez no maxilar, Lineker já retornou aos treinos e contou que será liberado para voltar a lutar no próximo dia 10 de julho. Aos 26 anos de idade, o brasileiro coleciona na carreira um cartel com 29 vitórias e oito derrotas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo