Topo

MMA

Ex-campeão do UFC sugere que GSP não quer enfrentá-lo: "Vai escolher rival"

Sam Morris/AP
Robbie Lawler Imagem: Sam Morris/AP

Ag. Fight

26/05/2017 08h00

 

Afastado dos octógonos desde que perdeu o cinturão dos meio-médios (77 kg) do UFC, Robbie Lawler já tem data para retornar à ação. O ex-campeão enfrentará Donald Cerrone no UFC 213, evento agendado para o próximo dia 8 de julho, em um dos combates mais aguardados do show. No entanto, mesmo com a proximidade de seu próximo duelo, "The Ruthless" não se esquivou de comentar sobre as chances de enfrentar ‘GSP’.

Assim como Lawler, Georges St-Pierre também é ex-campeão da divisão dos meio-médios e inclusive ostenta o recorde de defesas de cinturão da categoria. No entanto, de acordo com o americano, a nova fase de GSP - que, após se aposentar do esporte em 2013, anunciou seu retorno ao MMA no começo do ano – não lhe permitiria enfrentar um rival que oferecesse grandes chances de derrota. Isso porque, na opinião de The Ruthless, o objetivo do canadense no momento é fazer dinheiro.

"Não acho que isso vá acontecer. Acho que o Georges vai escolher o adversário que vai ser o melhor para ele conseguir uma vitória e vender um monte de pay-per-view. Eu não acho que ele queira lutar comigo. Não sei, tenho que ganhar algumas lutas e bater em algumas pessoas antes", relatou em entrevista ao podcast ‘5ive Rounds’.

Além de sugerir que GSP não aceitaria enfrentá-lo, o meio-médio também aproveitou para garantir que seu foco está todo no combate contra Cerrone. Desta forma, Lawler também deu a entender que fará o máximo para obter uma disputa pelo título o quanto antes - ainda que reconheça que os critérios de definição dos desafiantes ao cinturão do UFC não sejam mais tão claros quanto antes.

"Só procuro ter um bom momento, ganhar lutas e nocautear pessoas. Isso é o que eu tenho feito, mas acho que eu só queria sair com minha família um pouco mais e passar algum tempo com meu filho e fazer esse tipo de coisa um pouco. Mas você não sabe o que você vai receber do UFC em termos de luta. Parecia que, quando voltei ao UFC pela primeira vez, era apenas ganhar, ganhar e você receberia uma chance pelo título, então espero que ainda seja o caso. Nós veremos", completou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!