Esporte

Ex-campeão mundial de boxe condena Mayweather x McGregor: "Circo"

Drew Hallowell/Getty Images/AFP
Oscar de la Hoya gravou seu nome na história do boxe mundial Imagem: Drew Hallowell/Getty Images/AFP

Ag. Fight

26/05/2017 16h13

Oscar De la Hoya marcou época no boxe durante a década de 90, período em que emplacou a sequência invicta de 31 vitórias e conquistou os títulos de diversas categorias de peso em diferentes organizações. Por isso, o atleta é considerado um dos maiores nomes da modalidade nos últimos 30 anos, o que faz com que suas opinião adquira uma relevância considerável quando o tema  é a  nobre arte. No entanto, quando indagado sobre o possível confronto entre Floyd Mayweather e Conor McGregor, o ex-pugilista não mediu suas palavras e detonou o combate.

Através de sua conta pessoal em uma de suas redes sociais, De La Hoya fez questão de explicar seu ponto de vista. De acordo com a lenda do boxe, um duelo entre o campeão peso-leve (70 kg) do UFC e o pugilista norte-americano não faz o menor sentido quando analisado sob o viés esportivo, já que, apesar de toda comoção dos fãs, uma vitória de Mayweather é óbvia. De quebra, o ex-campeão ainda aproveitou para ressaltar que o esporte ficará manchado caso o combate realmente saia do papel.

“A cada dia que passa, parece mais e mais provável que o circo conhecido como Floyd Mayweather vs. Conor McGregor virá para a cidade num futuro próximo.  Mas se você pensou que Mayweather / Pacquiao foi ruim para nosso esporte - um duelo entre dois dos melhores lutadores peso-por-peso que simplesmente não entregaram -, espere  até que o melhor pugilista de uma geração desmonte alguém que nunca lutou boxe competitivamente em qualquer nível – amador ou profissional. Nosso esporte pode não se recuperar”, escreveu em sua conta no Facebook.

Além de garantir a falta de senso na realização do duelo entre o irlandês e o americano, De La Hoya também salientou que as próprias motivações de ambos os atletas demonstram o quão maléfico o combate poderá ser para o boxe. E para justificar sua opinião, o hoje promotor de lutas garantiu que a única coisa que une o interesse das duas partes é o fator financeiro.

“A motivação de Floyd e Conor é clara. É dinheiro. Na verdade, eles nem fingem que não é. Mas também é uma falta de consequências para quando a luta acaba sendo o desastre que estava previsto. Depois dessa luta, nenhum deles vai precisar mais de nós. Floyd vai voltar para a aposentadoria – provavelmente com outro salário de nove dígitos – e Conor voltará para o UFC”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo