MMA

Max Holloway provoca e questiona interesse de Zé Aldo em lutar boxe

Vaughn Ridley/AFP
Max Holloway Imagem: Vaughn Ridley/AFP

Ag. Fight

26/05/2017 09h00

 

Nos últimos meses, talvez impulsionado pela possibilidade da luta entre Floyd Mayweather e Conor McGregor sair do papel, o mundo do MMA foi tomado de assalto pelo hipotético embate de estilos. E, dentre os envolvidos, José Aldo ganhou destaque ao mencionar que gostaria de migrar para a nobre arte de forma definitiva, embora sem cogitar uma data. Tal postura, no entanto, parece não agradar Max Holloway.

Próximo rival do brasileiro no cage do UFC, em duelo marcado par o dia 3 de junho, no Rio de Janeiro, o peso-pena (66 kg) havaiano criticou o rival, que voltou a declarar seu desejo de se testar nos ringues em conversa com jornalistas na última quinta-feira (25), durante uma coletiva via telefone.

"Eu não sei cara. Ele tem uma luta grande no dia 3 de junho. Não estou pensando em boxe nem em nada que não seja na luta. Por que ele está falando de boxe? Ele tem uma luta dura de MMA há poucos dias. Essa é a luta mais esperada do ano. Mas do jeito que eu vejo as coisas, ele tem uma luta grande pela frente e está pensando em boxe? Vocês que têm que me dizer o que acham disso..", questionou Holloway durante a mesma coletiva de imprensa.

Provocador , o desafiante parece disposto a abalar Aldo psicologicamente. E, para isso, questiona seguidamente a confiança do brasileiro para a disputa, garantindo que o duelo só não aconteceu antes porque o campeão assim o quis.

"Nós lutaríamos em Nova York. Mas ele não quis lutar, e sabe porque ele não quis? Porque ele queria uma luta mais fácil. Ele queria enfrentar o Anthony Pettis. E depois a luta era para acontecer em fevereiro mas o meu médico não me liberou. Eu estava lesionado, o que podia fazer?", disse, em um misto de trash talk com promoção do evento.

A postura, por sinal, embora carregue diferenças óbvias de estilo, também sinaliza com o aparente desejo dos atletas  em romperam a barreira que os separa do grande público e se tornarem ídolos mundiais – e serem pagos para isso. Impossível, portanto, a comparação com Conor McGregor, irlandês campeão dos pesos-leves (70 kg) que já venceu tanto Aldo como Holloway.

"Não posso desafiar ele , ele escolhe quem ele quer enfrentar. Eu quero trabalhar para chegar nesse patamar onde possa escolher as minhas lutas e onde todos querem me enfrentar. Mesmo depois de ganhar o título, ele nunca falou em defendê-lo. Então, não faz sentido falar sobre essa luta", finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
EFE
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Topo