MMA

Brasileiro é nocauteado e dá adeus ao sonho de cinturão do UFC

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images
Gustafsson não deu chances para Glover Teixeira no UFC Suécia Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images

Ag. Fight

28/05/2017 16h59

A luta principal do UFC Suécia interessava diretamente os fãs brasileiros. Numero dois do ranking dos meio-pesados (93 kg), Glover Teixeira viajou até a casa do rival Alexander Gustafsson, primeiro colocado da seleta lista, em busca de, em caso de vitória, uma nova chance de disputar o cinturão de sua categoria. No entanto, o gigante loiro se sobressaiu tecnicamente e garantiu o importante triunfo e o virtual passaporte para lutar pelo título contra o vencedor de Daniel Cormier x Jon Jones.

Mais técnico, Gustaffson sobrou com seu jogo de perna. Aproveitando a vantagem de envergadura e de passadas, ele se esquivou consistentemente dos ataques do brasileiro no primeiro assalto e atacou de forma precisa com uppers de direita e diretos de encontro, o que abriu caminho para a vitória. Vantagem parcial tranquila que só foi abalada por uma bela queda aplicada por Glover nos instantes iniciais e por um golpe ilegal (dedo no olho) atirado pelo dono da casa.

Caçador nato, Glover Teixeira voltou para o segundo assalto disposto a atacar o oponente que não parava em seu raio de ação, mesmo que isso lhe demandasse mais energia e custasse preciosos momentos de superioridade tática. E a estratégia suicida não demorou em lhe cobrar os dividendos. Assimilando diversos golpes no rosto, o brasileiro sofreu um knock down na segunda etapa e viu a vantagem na papeleta das jurados aumentar.

Na terceira etapa, mais do mesmo. Enquanto atacava buscando cruzados na curta  distância, Glover sofreu um upper que o levou a novo knockdown e, para piorar, desta vez o sueco foi para cima e passou a puni-lo do ground and pound, o que garantiu ares dramáticos ao castigo imposto ainda na primeira metade deste round. No restante do assalto, porém, a resistência do brasileiro e o cansaço dos protagonistas da noite garantiram que a disputa não chegasse a um fim antecipado.

Já sem a pressão habitual nos golpes, Glover perdeu sua maior chance de vitória, o que, aliado à larga vantagem garantida nas papeletas dos jurados, pareceu reduzir o ímpeto do sueco, que a esta altura parecia satisfeito com uma vitória por pontos contra o seu concorrente direto no ranking da categoria.

No quinto e último, porém, a falta de movimentação de um exausto Glover abriu brechas para que quatro uppers seguidos nocauteassem o valente  brasileiro, que próximo dos 38 anos deve dar adeus às chances de voltar a disputar o cinturão da categoria.

GOLPE CERTEIRO

Grande surpresa da noite, o suíço Volkan Oezdemir encarou o favorito Misha Cirkunov e, mesmo acuado nas grades em dinâmica que parecia que selaria o final do combate, garantiu novo triunfo para seu cartel com um golpe tão precisa quando inesperado.

Ao ver o rival canadense partir com tudo para cima, Volkan encostou na grade, esperou pelo ataque e encaixou um cruzado de encontro na parte de trás da orelha esquerda do oponente. Fim de papo, nocaute fulminante logo aos 28 segundos da etapa inicial.

VITÓRIA-RELÂMPAGO

Mesmo pressionado pela necessidade de se apresentar em alto nível diante de sua torcida, o dono da casa Jack Hermansson fez o dever de casa diante de Alex Nicholson e garantiu a vitória ainda no primeiro assalto. Explosivo, o atleta da casa derrubou, passou a guarda, bateu, pegou as costas e desferiu avalanche de socos.

A cena levou exatos dois minutos e foi interrompida pelo atento árbitro, que entrou em ação para preservar a integridade física de Nicholson, completamente entregue à punição imposta pelo adversário.

Confira os resultados do UFC Suécia:

Alexander Gustafsson nocauteou Glover Teixeira no 5º round;
Volkan Oezdemir nocauteou Misha Cirkunov no 1º round;
Peter Sobotta nocauteou Ben Saunders no 2º round;
Omari Akhmedov venceu Abdul Razak Alhassan por decisão dividida;
Nordine Taleb venceu Oliver Enkamp por decisão unânime;
Jack Hermansson nocauteou Alex Nicholson no 2º round;
Pedro Munhoz venceu Damian Stasiak por decisão unânime;
Trevor Smith venceu Chris Camozzi por decisão unânime;
Joaquim ‘Netto BJJ’ Silva venceu Reza Madadi por decisão dividida;
Bojan Veli?kovi? nocauteou Nico Musoke no 3º round;
Darren Till venceu Jessin Ayari por decisão unânime;
Damir Had?ovi? nocauteou Marcin Held no 3º round.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Topo