Topo

MMA

Brasileiro é nocauteado e dá adeus ao sonho de cinturão do UFC

Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images
Gustafsson não deu chances para Glover Teixeira no UFC Suécia Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images

Ag. Fight

28/05/2017 16h59

A luta principal do UFC Suécia interessava diretamente os fãs brasileiros. Numero dois do ranking dos meio-pesados (93 kg), Glover Teixeira viajou até a casa do rival Alexander Gustafsson, primeiro colocado da seleta lista, em busca de, em caso de vitória, uma nova chance de disputar o cinturão de sua categoria. No entanto, o gigante loiro se sobressaiu tecnicamente e garantiu o importante triunfo e o virtual passaporte para lutar pelo título contra o vencedor de Daniel Cormier x Jon Jones.

Mais técnico, Gustaffson sobrou com seu jogo de perna. Aproveitando a vantagem de envergadura e de passadas, ele se esquivou consistentemente dos ataques do brasileiro no primeiro assalto e atacou de forma precisa com uppers de direita e diretos de encontro, o que abriu caminho para a vitória. Vantagem parcial tranquila que só foi abalada por uma bela queda aplicada por Glover nos instantes iniciais e por um golpe ilegal (dedo no olho) atirado pelo dono da casa.

Caçador nato, Glover Teixeira voltou para o segundo assalto disposto a atacar o oponente que não parava em seu raio de ação, mesmo que isso lhe demandasse mais energia e custasse preciosos momentos de superioridade tática. E a estratégia suicida não demorou em lhe cobrar os dividendos. Assimilando diversos golpes no rosto, o brasileiro sofreu um knock down na segunda etapa e viu a vantagem na papeleta das jurados aumentar.

Na terceira etapa, mais do mesmo. Enquanto atacava buscando cruzados na curta  distância, Glover sofreu um upper que o levou a novo knockdown e, para piorar, desta vez o sueco foi para cima e passou a puni-lo do ground and pound, o que garantiu ares dramáticos ao castigo imposto ainda na primeira metade deste round. No restante do assalto, porém, a resistência do brasileiro e o cansaço dos protagonistas da noite garantiram que a disputa não chegasse a um fim antecipado.

Já sem a pressão habitual nos golpes, Glover perdeu sua maior chance de vitória, o que, aliado à larga vantagem garantida nas papeletas dos jurados, pareceu reduzir o ímpeto do sueco, que a esta altura parecia satisfeito com uma vitória por pontos contra o seu concorrente direto no ranking da categoria.

No quinto e último, porém, a falta de movimentação de um exausto Glover abriu brechas para que quatro uppers seguidos nocauteassem o valente  brasileiro, que próximo dos 38 anos deve dar adeus às chances de voltar a disputar o cinturão da categoria.

GOLPE CERTEIRO

Grande surpresa da noite, o suíço Volkan Oezdemir encarou o favorito Misha Cirkunov e, mesmo acuado nas grades em dinâmica que parecia que selaria o final do combate, garantiu novo triunfo para seu cartel com um golpe tão precisa quando inesperado.

Ao ver o rival canadense partir com tudo para cima, Volkan encostou na grade, esperou pelo ataque e encaixou um cruzado de encontro na parte de trás da orelha esquerda do oponente. Fim de papo, nocaute fulminante logo aos 28 segundos da etapa inicial.

VITÓRIA-RELÂMPAGO

Mesmo pressionado pela necessidade de se apresentar em alto nível diante de sua torcida, o dono da casa Jack Hermansson fez o dever de casa diante de Alex Nicholson e garantiu a vitória ainda no primeiro assalto. Explosivo, o atleta da casa derrubou, passou a guarda, bateu, pegou as costas e desferiu avalanche de socos.

A cena levou exatos dois minutos e foi interrompida pelo atento árbitro, que entrou em ação para preservar a integridade física de Nicholson, completamente entregue à punição imposta pelo adversário.

Confira os resultados do UFC Suécia:

Alexander Gustafsson nocauteou Glover Teixeira no 5º round;
Volkan Oezdemir nocauteou Misha Cirkunov no 1º round;
Peter Sobotta nocauteou Ben Saunders no 2º round;
Omari Akhmedov venceu Abdul Razak Alhassan por decisão dividida;
Nordine Taleb venceu Oliver Enkamp por decisão unânime;
Jack Hermansson nocauteou Alex Nicholson no 2º round;
Pedro Munhoz venceu Damian Stasiak por decisão unânime;
Trevor Smith venceu Chris Camozzi por decisão unânime;
Joaquim ‘Netto BJJ’ Silva venceu Reza Madadi por decisão dividida;
Bojan Veli?kovi? nocauteou Nico Musoke no 3º round;
Darren Till venceu Jessin Ayari por decisão unânime;
Damir Had?ovi? nocauteou Marcin Held no 3º round.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!