Topo

MMA

Lutadora americana é expulsa de academia após briga com Cyborg

Reprodução/Twitter
Angela Mangana fala de briga com Cyborg Imagem: Reprodução/Twitter

Ag. Fight

29/05/2017 06h00

 

A confusão envolvendo Cris "Cyborg" e Angela Magana ganhou mais um capítulo no último final de semana. Revoltado com a postura da americana, que passou meses criticando a brasileira até que foi agredida durante convenção realizada pelo UFC em Las Vegas (EUA), Brandon Vera, dono da academia Alliance MMA, expulsou a lutadora do time.

Sem maiores explicações, o ex-lutador do UFC usou suas contas em redes sociais para criticar a postura de Angela e oficializar que ela não é mais bem-vinda na academia que conta com atletas do calibre de Phil Davis, Dominick Cruz, Wilson Reis e Cat Zingano.

"Ela meio que reúne o que está de errado no mundo hoje em dia. Super convencida, reclama e chora sobre tudo e não tem habilidades além disso. Você foi retirada por fazer "cyberbulying" com alguém que você imaginava que nunca iria te confrontar. Me faça um favor e fique longe da Alliance MMA”, disse em suas redes sociais o veterano de 39 anos em post agressivo e que foi editado para retirada de palavrões e ofensas.

Ao ser informada de que havia sido expulsa pelas redes sociais e sem direito a uma explicação, Angela, como de costume, usou suas plataformas para atacar a decisão de Brandon Vera e questionar os motivos que o teriam levado a ficar do lado da atleta brasileira.

"Você vai apoiar uma usuária de esteroides que ataca pessoas ferozmente? 'Trash talking' é parte do jogo, então não entendo seu ponto. […[ Você quer me expulsar e tenta me humilhar fazendo um comunicado público e diz que não é bullyng. Obrigada por me mostrar quem você é", postou.