Esporte

De olho em patrocinadores, Roy Nelson comemora chegada ao Bellator

Ag. Fight

30/05/2017 18h57

Veterano, Roy Nelson lutou por quase dez anos no octógono do UFC – Diego Ribas

Famoso por seu carisma e por seu porte físico nada convencional para um atleta de MMA, Roy Nelson surpreendeu sua legião de fãs após a veiculação da notícia de que ele deixaria o UFC e assinaria com o Bellator. O próprio atleta confirmou a novidade, mas, ao contrário do que se poderia imaginar – já que ele deixa a maior organização de artes marciais mistas do mundo -, o gordinho garantiu que a mudança de ares será benéfica pelo lado financeiro.

Em entrevista ao programa ‘The MMA Hour’, o veterano do mundo das lutas fez questão de explicar seu ponto de vista. De acordo com Nelson, um dos fatores que mais lhe animaram com a saída do UFC foi a possibilidade de voltar a estabelecer contratos com seus patrocinadores para a semana que antecede os combates - o que é proibido pelas novas regras do Ultimate, que tem acordo de exclusividade com a Reebok.

“Uma das coisas com as quais estou animado é estar de volta com a Spike e com a Viacom, porque foram eles que lançaram o MMA nos Estados Unidos. É basicamente como voltar para as raízes. Essa é uma das coisas com que estou muito animado . Esse é o bônus  estar no UFC, ser um funcionário e vestir um uniforme. Para mim, sim . Acho que isso depende de quem você é e do seu potencial de marketing. Fiz mais com patrocínios do que com as lutas”, relatou.

Além do lado financeiro, ‘Big Country’ também aproveitou para revelar que o desejo de trabalhar com Scott Coker, presidente do Bellator, foi uma das principais razões para deixar o Ultimate. Para justificar seu discurso, Nelson ponderou o fato de que o cartola possui uma fama muito boa no meio do MMA, o que, acrescido dos comentários positivos de quem já trabalhou com ele, provam se tratar de uma pessoa correta e profissional.

“Você sabe, no MMA tudo pode acontecer. Eu queria trabalhar com o Scott Coker, fazer isso acontecer. Por que eu quero trabalhar com Scott Coker? Nunca ouvi falarem uma coisa ruim dele. Isso significa muito, principalmente no nosso esporte, você deveria saber disso. Não , esse é o tipo de coisa que, definitivamente, conheço pessoas que trabalharam com Scott no Strikeforce, como o Nick e e o Nate , como o Gilbert . Todos que eu conheço que trabalharam com Scott não têm uma coisa ruim para falar. Estou fazendo isso há tanto tempo, então essa é minha chance de trabalhar com Scott, então vamos fazer isso”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo