Topo

Esporte

Romero garante foco por cinturão interino, mas elege Anderson Silva como rival favorito

Ag. Fight

31/05/2017 07h00

Yoel Romero é o primeiro colocado no ranking dos pesos-médios (84 kg) do UFC – Diego Ribas

Yoel Romero é talvez o grande ícone dos danos que as money fights fizeram ao cronograma habitual do UFC. Com oito vitórias seguidas no octógono, o wrestler cubano só garantiu a chance de lutar pelo cinturão interino de última hora, com a queda da disputa entre Michael Bisping e Georges St-Pierre. Mas, mesmo com tamanha demora, nada parece tirar seu foco de chegar ao topo da categoria. A não ser quando o assunto é Anderson Silva.

Único lutador apontado como motivação maior do que o posto de campeão, o brasileiro chegou a um acordo para um duelo. No entanto, Dana White, presidente do UFC, tratou de vetar o duelo e descartar a chance do brasileiro de disputar o cinturão interino. Para tristeza de Romero.

“No momento, só me interessa o título. Poderia ser o Anderson ou qualquer um dos cinco primeiros do ranking – desde que seja pelo título. Mas, o Anderson é o Anderson: uma lenda”, narrou em conversa com o programa ‘MMA Hour’.

Com duelo marcado contra Robert Whittaker em julho pelo título interino, o cubano garantiu que não tirou seu radar de Michael Bisping, atual campeão e que repetidas vezes não se mostrou favorável à realização do combate contra Romero.

“Quero lutar pelo cinturão. É um título interino, mas é importante na busca pelo cinturão linear. E nós treinamos para isso. Não me incomoda o fato de ser um título interino. Tenho que vencer e depois esperar o Sr. Bisping. Sempre tive na minha cabeça que você tem que ir passo a passo. E o meu objetivo agora é brigar pelo título. Não penso em alguém específico. Mas, é seguro dizer que teria sido mais gostoso se fosse o Sr. Bisping. E todo mundo sabe porque”, relatou, deixando claro o clima de rivalidade com o atleta que o acusou por meses de usar esteroides.

Mais Esporte