MMA

Max Holloway justifica mensagem de apoio enviada a José Aldo

MARCELO DE JESUS
Imagem: MARCELO DE JESUS

Ag. Fight

12/06/2017 18h22

 

Responsável por derrotar José Aldo no terceiro round da luta principal do UFC 212, evento realizado na cidade do Rio de Janeiro no último dia 3 de junho, Max Holloway não aprovou a repercussão negativa sobre o desempenho brasileiro logo após o combate. Tal insatisfação fez inclusive com que o novo campeão peso-pena (66 kg) usasse uma de suas redes sociais para defender o manauara. E tal atitude faz com que, em entrevista ao programa ‘The MMA Hour’ nesta segunda-feira, o havaiano explicasse o porquê de sua publicação.

Para justificar o fato de ter mandado uma mensagem de apoio através de sua conta no Instagram, Holloway foi direto ao ponto: José Aldo é um ícone do esporte e a última derrota não abala seu legado. De quebra, o novo campeão peso-pena ainda relembrou que, com exceção de Jon Jones, todos os grandes nomes do MMA já foram derrotados.

“Eu senti que tinha necessidade , porque as pessoas estavam criticando ele. As pessoas têm que entender o que esse cara fez por outros caras pequenos. Quando você pensa nas categorias peso-galo e peso-pena, em quem construiu essas divisões, você pensa em Uriah Faber, em Dominick Cruz e você pensa no José Aldo”, relatou o campeão.

“Foi como falei, eu assisto a esse cara lutando desde que eu tinha 17 anos de idade. Ele está no topo dessa divisão há muito tempo, estou com 25 agora. As pessoas ficam falando de 13 segundos isso e aquilo… Cara, isso acontece, é uma luta, ele foi pego No fim das contas, esse cara merece respeito por tudo que ele fez. Todos os grandes têm derrotas. Apenas o Jon Jones, acho que ele é a única exceção. Todos os outros já perderam”, ponderou.

Além de ressaltar o respeito por José Aldo e seu legado, o havaiano também tratou de analisar seu futuro como campeão. Por isso, Holloway garantiu que, assim como aconteceu durante toda sua carreira, não escolherá adversários e ainda afirmou que vencerá todos os seus desafiantes. De quebra, ‘Blessed’ reiterou o desejo em lutar em seu país natal - feito que seria inédito na história do Ultimate.

“Eu luto contra qualquer um. Quero apenas resolver essa situação com o Dana White antes. Mas, vocês sabem que eu sou um lutador. Não estou com pressa, estou limpando a divisão. Sempre digo, você é da categoria e ainda não me enfrentou, me aguarde porque estou chegando. Mas preciso resolver umas coisas antes. Gostaria de uma luta no Havaí, quem sabe não consigo isso”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo