Topo

MMA

Dos Anjos aponta segredo para vencer nos meio-médios: "Tenho mais fome"

L.E. Baskow/AP
Imagem: L.E. Baskow/AP

Ag. Fight

13/06/2017 10h32

 

Rafael dos Anjos está pronto para escrever um novo capítulo em sua vitoriosa carreira no MMA. Ex-campeão dos leves (70 kg) do Ultimate, o brasileiro fará sua estreia na divisão dos meio-médios (77 kg) neste sábado (17), diante de Tarec Saffiedine no card principal do UFC Singapura. Será a primeira chance de ver como RDA se sairá diante de atletas consideravelmente mais altos e habituados ao peso.

Mas ele parece não estar muito preocupado com isso. Em entrevista à Ag. Fight, Dos Anjos comemorou o casamento de luta com o adversário belga e elencou as qualidades de seu oponente. O brasileiro, no entanto, deixou claro que enxerga o favoritismo do seu lado por um simples motivo: sua vontade é maior.

"Casamento bom. Tarec é um cara bom de muay thai, bom de luta em pé, defende bem as quedas, mas é um cara que joga para não perder, é bem estratégico. Ele não vem para definir a luta, vem para lutar três rounds. Mas acho que o ponto que vai contar é realmente quem quer mais. E eu acho que ele não está com mais fome de vitória do que eu. Meu estilo de ir para frente vai fazer a diferença", garantiu Dos Anjos.

Voltando a falar da decisão sobre subir de categoria, Rafael dos Anjos lembrou das dificuldades que atravessava para atingir a marca dos 70 kg para poder atuar nos leves. O brasileiro novamente afirmou que chegou perto da morte em algumas ocasiões e isso foi fator preponderante para que ele resolvesse mudar.

"Acredito que posso chegar. Tenho 32 anos, estou novo. Nos leves eu já tinha feito o que tinha que fazer e estava difícil bater o peso. Acho que perdi minhas últimas duas lutas por algum motivo. Se eu tivesse vencido eu poderia até estar tentando ainda e até chegar ao óbito. Eu tive medo da morte. Vi que meu corpo estava diferente, com coração acelerado… Com certeza isso estava afetando meu desempenho e não dava mais. Mas acho que posso chegar ao topo dessa categoria e é esse o meu objetivo", afirmou.

Ex-campeão dos leves, Dos Anjos conhece como ninguém a divisão que o consagrou no mundo do MMA. Além de destronar Anthony Pettis, o brasileiro natural de Niterói depois defendeu seu título diante de Donald Cerrone, que atualmente também atua na divisão dos meio-médios e vem obtendo bons resultados. O americano, aliás, foi um dos atletas que inspirou RDA a tomar essa atitude.

Dos Anjos aproveitou para comparar o nível de dificuldade entre as divisões. Para ele, a categoria dos leves, hoje dominada por Conor McGregor, é a mais difícil do Ultimate.

"Não tem divisão mais fácil. O peso leve tem muito mais gente e variedade. O meio-médio também tem, mas o leve é considerada a mais difícil. Tem um pessoal subindo dos leves para os meio-médios e tendo bons resultados. Mas, se comparar, acho que o peso leve é muito mais difícil".

Rafael dos Anjos vem de duas derrotas seguidas e precisa de um bom resultado para espantar a má fase. Do outro lado, Saffiedine também está pressionado e venceu apenas um dos seus últimos três combates.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!