Esporte

Holly Holm descarta arrependimento em não ter concedido revanche a Ronda

Ag. Fight

15/06/2017 07h00

Holly Hom vem de derrota para Germaine de Randamie no UFC 208 – Florian Sädler

Às vésperas de seu combate contra Bethe Correia no UFC Singapura, evento que será realizado no próximo sábado (17) no país asiático, Holly Holm ainda não conseguiu se livrar do rótulo de ‘Buster Douglas’ do MMA. Isso porque, assim como o pugilista que teve no nocaute sobre Mike Tyson o maior feito de sua carreira, a americana ainda é lembrada principalmente por seu nocaute sobre a até então invicta Ronda Rousey. No entanto, a loira fez questão de espantar essa fama, e de quebra garantiu que não se arrepende de não ter enfrentado a ex-campeã peso-galo (61 kg) em uma revanche.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Holm relembrou que possui uma carreira vitoriosa nas artes marciais - visto que antes de migrar para o UFC e se sagrar a detentora do cinturão dos galos, ela era multicampeã mundial de boxe – e que não há razão para ser lembrada apenas por Ronda. A loira ainda ressaltou o fato de que ter aguardado por uma revanche contra ‘Rowdy’ teria sido apenas pelo lado financeiro, o que vai contra a sua filosofia de competir pela paixão ao esporte.

“Eu não queria que minha carreira se baseasse em uma pessoa, uma luta ou pela espera de uma revanche por causa do dinheiro. Não é por aí, não luto por dinheiro. Eu luto por paixão. Muitas pessoas do lado de fora olhando para o aspecto do negócio estão pensando: ‘Meu Deus, você deveria ter esperado e lutado contra Ronda em uma revanche’. Mas muito aconteceu desde então”, ponderou a ex-pugilista que emplacou três derrotas seguidas após a luta contra Rowdy.

Além de espantar o rótulo de primeira algoz de Ronda Rousey, Holm garantiu que nem sequer chegou a ficar na dúvida sobre a possibilidade de conceder ou não uma revanche a sua compatriota. Isso porque, de acordo com ela, o único arrependimento que carrega é o de não ter se apresentado melhor nos duelos que perdeu.

“Eu nunca vou me sentar e dizer que eu poderia ou deveria ter feito isso. A única situação que uso o poderia ou deveria é sobre ganhar as lutas que já fiz, não sobre ter esperado. Eu nunca me senti assim. Toda a minha carreira não está definida em torno de uma luta. Esta é a minha carreira inteira, e a única coisa que me arrependo é de não ter lutado melhor os combates que já tive”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo