MMA

Dos Anjos mira cinturão dos meio-médios, mas pondera: "Tem gente à frente"

AFP PHOTO / Roslan
Imagem: AFP PHOTO / Roslan

Ag. Fight

18/06/2017 06h01

 

Rafael dos Anjos estreou com o pé direito na divisão dos meio-médios (77 kg) nesse sábado (17) ao vencer Tarec Saffiedine, atual número 10 do ranking, no card principal do UFC Singapura. Ex-campeão dos leves (70 kg), o brasileiro conseguiu sentir pela primeira vez como é atuar sem fazer cortes drásticos de peso e ficou tão contente com o seu desempenho que até mesmo o cinturão já passou a entrar no seu horizonte.

O triunfo veio após três rounds bem disputados e que puderam dar a RDA a exata noção de como é encarar um atleta bom tecnicamente, bem ranqueado e razoavelmente mais alto (5 cm). O resultado não poderia ter sido melhor e, na coletiva de imprensa após o evento, o brasileiro já teve que responder perguntas referentes a uma possível disputa de título.

"Primeira luta nos meio-médios e bati um top 10*, mas falar sobre cinturão… Eu sei que tem muitos caras na minha frente. Então é ir com calma, não correr e passo a passo. Sempre no meu objetivo. Eu quero esse cinturão um dia, mas passo a passo", ponderou o ex-campeão dos leves.

Falando sobre como foi o seu corte de peso, Dos Anjos garantiu que o processo foi bem mais tranquilo, apesar de ainda ter que tirar bastante. E, como teve que se desgastar menos antes do combate, o brasileiro se sentiu mais leve e rápido na hora de subir no octógono.

"Não foi nem perto do que eu passava para chegar aos 70 kg. Não posso dizer que foi fácil, mas comparando com o dos 70 kg, sim, foi fácil. Eu estava bem leve. Hoje eu estava com 81,6 kg e me sentindo leve e rápido. Era isso que eu procurava. Minha saúde conta em primeiro lugar. Me senti bem hoje à noite e estou muito feliz com a vitória", comemorou Rafael dos Anjos, antes de admitir que ainda precisa fazer ponderações em seu plano de carreira. "Ainda sinto que tenho fazer alguns ajustes e eu farei isso. Tecnicamente e tudo mais, mas vou fazer esses ajustes e ser um lutador melhor nos meio-médio".

Dos Anjos não vencia uma luta desde dezembro de 2015, quando nocauteou Donald Cerrone. Depois disso, o brasileiro perdeu seu cinturão para Eddie Alvarez e também foi derrotado por Tony Ferguson.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo