Esporte

Evento russo de MMA nega patrocínio de marca que apoia causa LGBTQ

Ag. Fight

22/06/2017 14h07

Quem diria que em pleno século 21 a homofobia alcançaria níveis como os atuais? E no mundo do MMA, uma notícia pegou de surpresa fãs da modalidade que viram o evento russo ACB simplesmente afirmar que recusou patrocínio de uma empresa por ela apoiar a causa LGBTQ. Isso mesmo.

Nesta semana, Mairbek Khasiev, dono do torneio Absolute Championship Berkut (ACB), afirmou em suas redes sociais que negociava com a Nike quando, após uma pesquisa, relembrou que a empresa retirou o patrocínio de Manny Pacquiao após o pugilista emitir declarações homofóbicas.

“Mulheres foram criadas para homens, e homens para mulheres. Você vê animais se relacionando com o mesmo sexo? Se nós permitirmos o casamento gay, homem será pior que um animal. Pacquiao disse. Depois dessas palavras, a Nike quebrou o contrato com o Manny. Amigos, por alguns meses nós estivemos negociando patrocínio com a Nike para o ACB, mas depois de uma averiguação sobre essa bem conhecida empresa, considero que seria abaixo da nossa dignidade ter qualquer relação com eles”, narrou o cartola russo em tradução feita pelo site especializado em MMA “Bloody Elbow”.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em Ago 8, 2015 às 9:50 PDT

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo