Esporte

Gabi Garcia faz duas lutas em julho e encara rival de 45 anos e 30 kg a menos

Ag. Fight

03/07/2017 17h48

Gabi é nove vezes campeã mundial de jiu-jitsu na faixa preta – Erik Engelhart

Sem subir ao ringue do Rizin desde dezembro de 2016, Gabi Garcia retorna aos ringues japoneses em dose dupla neste mês de julho. No entanto, as novidades por parte da brasileira não param por aí, já que, além voltar à ativa no próximo dia 7, a especialista no jiu-jitsu fará sua estreia em uma competição de muay thai.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, a brasileira de 1,88 metro de altura esbanjou confiança ao admitir que aceitou o seu próximo duelo em uma modalidade inédita em sua carreira sem sequer saber quem será sua oponente. No entanto, de acordo com o site ‘Tapology’ e com uma das diretoras do evento ShootBoxing, Gabi medirá forças com Megumi Yabushita, japonesa de 45 anos de idade e que atua na divisão até 61 kg. A segunda luta, no entanto, será de MMA e no dia 30 de julho.

“Não luto duas vezes em um mês desde os meus dias jiu-jitsu. Esta luta foi oferecida agora, aceitei no último sábado. Ainda não sei contra quem eu vou lutar no dia 7, mas é um desafio pessoal para mim, porque é uma luta de muay thai. Eu já competi no judô, jiu-jitsu e MMA, e agora estou lutando muay thai. Eu nasci para ser desafiada Eles ainda não me disseram o nome do meu oponente”, relatou a ex-campeã mundial de jiu-jitsu.

O fato de ter aceitado subir aos ringues em sua estreia no muay thai com tão pouco tempo para se preparar tem um motivo claro. Apesar de novamente encarar uma atleta bem mais velha – a brasileira mediu forças com Yumiko Hotta, japonesa de 49 anos e apenas 1,67 metro em sua última luta – Gabi garantiu que a real motivação para subir aos ringues sem sequer pensar suas vezes foi uma ligação de Sakakibara, presidente do Rizin (e do extinto Pride).

“O que me fez aceitar essa luta foi uma chamada do meu chefe. Meu empresário continuou a declinar e eu sabia que se (Sakakibara) me chamasse, diria que sim.  Estava almoçando quando ele me ligou pedindo para lutar, então aceitei . Confio nele por tudo o que ele fez por mim e pela minha carreira”, completou a lutadora de 31 anos que segue invicta no MMA.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo