MMA

Valentina Shevchenko promete punir Amanda Nunes por soco em coletiva

Reprodução/UFC
Valentina Shevchenko foi campeã mundial de muai-thay antes de migrar ao MMA Imagem: Reprodução/UFC

Ag. Fight

05/07/2017 13h38

Depois de uma discussão que se transformou em contato físico em uma entrevista coletiva, Valentina ‘Bullet’ Shevchenko garante estar pronta para dar à campeã peso-galo (61 kg) Amanda Nunes o que ela merece dentro do octógono. Primeiro lugar na categoria e grande desafiante ao título, o atleta do Quirguistão vai procurar se vingar não apenas do incidente citado, mas principalmente de sua única derrota no UFC, anotada em março passado.

Escaladas para se encontrarem no evento principal do UFC 213, evento a ser realizado no dia 8 de julho, em Las Vegas (EUA), Nunes e Shevchenko são velhas conhecidas. Em primeiro lugar, ainda no octógono no UFC 196 em março de 2016, a brasileira venceu por decisão unânime em duelo até hoje questionado pela rival. Neste ano, durante o UFC Summer Kickoff, um empurrão em forma de soco por parte da campeã deixou os ânimos e os nervos em alta tensão.

“Tinha muita pressão aquele dia. Muita gente, muitos jornalistas. Ela enlouqueceu, não posso controlar seus nervos”, disse Valentina em uma entrevista exclusiva com a reportagem da Ag. Fight. “Não tive intenção nenhuma de responder, mas por esse golpe eu vou responder dez vezes mais forte durante a luta”.

Evidentemente, Bullet também pensa em devolver o triunfo anotado pela brasileira em março do ano passado e que rendeu a chance para Amanda disputar o cinturão dos galos. Com isso em mente, Valentina garante que começou seus treinamentos para encarar a rival uma semana depois da derrota.

“Esse camp não foi apenas para essa luta. Desde o ano passado eu comecei a treinar. Depois da luta, tive uma semana de descanso e comecei a treinar. Então, posso dizer que estive me preparando o tempo todo. Estou mais do que pronta e em alguns dias estarei em ação”, prometeu.

“Estou muito bem, totalmente preparada. Fizemos um camp forte, fomos treinar na Tailândia para evoluir no muay thai. Também no Texas, Colorado… Estou preparada para dar o melhor de mim. Trabalhamos todos os dias, tanto em pé como no chão”, sinalizou, confiante como de costume.

Curiosamente, ao mesmo tempo em que a atleta garante ter evoluído desde sua última derrota, Amanda insiste em qualificar Valentina como uma lutadora similar à que enfrentou no UFC 196. Afirmação que, embora pareça incomodar, não muda o discurso da desafiante.

“Não me importa muito o que ela diz. Mas, se ela pensa isso, melhor. Terá uma grande surpresa. Será pior para ela, porque sábado eu a colocarei em seu lugar”, narrou antes de apontar brechas no jogo da brasileira. “Pudemos ver na última luta. No terceiro round ela não pode fazer nada, e todos viram isso perfeitamente. Mas estou preparada para tudo. Estou preparada para fazer tudo o que precisar para ter a vitória”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte vê TV
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo