MMA

Romero afasta insatisfação por cinturão interino do UFC: "Sou racional"

USA Today
Imagem: USA Today

Ag. Fight

06/07/2017 19h17

 

Yoel Romero não perde uma luta desde 2011 – a única derrota em sua carreira, por sinal – e é o primeiro colocado no ranking dos pesos-médios (84 kg) do Ultimate. Naturalmente, é de se imaginar que o wrestler está credenciado para disputar o título da divisão. No entanto, com as seguidas lesões do campeão Michael Bisping, além das tentativas da companhia de casar um duelo entre o inglês e Georges St-Pierre, o cubano acabou escalado para disputar o cinturão interino da categoria contra Robert Whittaker. E, apesar de ter ficado de fora, mais uma vez, do title-shot oficial, o ‘Soldado de Deus’ não parece incomodado com a situação.

Durante uma conversa com jornalistas em Las Vegas (EUA) nessa quinta-feira (6), Romero apontou que é necessário ser consciente e aproveitar as oportunidades, mesmo que essas não sejam o que você está esperando. Deve ser por isso que o cubano esbanja confiança de que ainda disputará o cinturão linear da divisão.

“Sou uma pessoa que aprendeu a ser racional com o tempo e com os momentos que se apresentam na vida. O tempo e o momento não pertencem aos homens. É Deus que muda e que cria o tempo. Você tem que lidar com isso e se moldar a esse tempo. Se você está lutando por um cinturão interino, é porque Deus quis que esse fosse seu tempo. Chegará o momento que eu lutarei por outro cinturão. Tenho que aceitar o que Deus me dá. Mesmo que eu não entenda”, declarou.

Após chamar a atenção dos fãs com sua flexibilidade, força e preparo físico durante um treino aberto realizado na última quarta-feira (5), Romero garantiu que todo exercício realizado é minuciosamente estudado por sua equipe.

“Em primeiro lugar, estou feliz que eles gostaram. Eu não fiz pensando em conseguir mais fãs. Como eu disse, tudo que fazemos está estritamente calculado e controlado. Eu ia treinar ontem de qualquer maneira mesmo”, contou.

No próximo sábado (8), Romero enfrentará Robert Whittaker no UFC 213. Aos 40 anos de idade, o cubano coleciona na carreira um cartel com 12 vitórias e uma derrota.

Assista abaixo (ou clique aqui) as encaradas dos atletas para o UFC 213.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
EFE
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo