MMA

Joanna revela bastidores de sua tentativa de substituir Amanda Nunes

Ronald Martinez/Getty Images
Joanna Jedrzejczyk exibe cinturão depois de vencer Jéssica Andrade no UFC 211 Imagem: Ronald Martinez/Getty Images

Ag. Fight

11/07/2017 08h00

O UFC 213 teve sua luta principal cancelada após Amanda Nunes, a campeã peso-galo (61 kg), passar mal e abandonar o card poucas horas antes do evento. Com isso, o duelo entre Yoel Romero e Robert Whittaker, combate que foi vencido por pontos pelo neozelandês, assumiu o status de grande atração da noite. No entanto, se dependesse de Joanna Jedrzejczyk, dona do título peso palha (52 kg), Valentina Shevchenko não teria ficado sem oponente já que ela se propôs a substituir a brasileira mesmo sem sequer ter se preparado para isso. E em entrevista ao site "TMZ Sports", a polonesa revelou os bastidores de sua empreitada - que não teve um final feliz.

Joanna já estava em Las Vegas para prestigiar o UFC 213, evento que tinha como uma das atrações principais Valentina Shevchenko - sua velha conhecida dos tempos em que competia muay thai e para quem já perdeu três vezes no esporte. Mas foi apenas quando soube que Amanda corria o risco de abandonar a luta que a polonesa resolveu tomar a iniciativa e mandar uma mensagem para Dana White, presidente do Ultimate, se oferecendo para enfrentar sua algoz.

"Mandei uma mensagem e disse: ‘Dana, vamos fazer isso acontecer. Marque isso’. Mas vi que a mensagem ficou verde, e não azul. Ele estava dormindo naquela hora. Mas depois de 30 ou 40 minutos representantes do UFC me ligaram e perguntaram à minha assistente se eu estava falando sério, porque eles poderiam fazer acontecer", confidenciou a campeã peso-palha.

Mesmo confiante de que poderia finalmente derrotar Shevchenko, o combate não saiu do papel e a polonesa ficou com um gosto amargo em sua boca – já que ela havia, inclusive, ido a uma academia para se preparar fisicamente naquele dia. Mas apesar da frustração, Joanna pode ao menos receber elogios de seu patrão. Pois, ao que tudo indica, o cartola aprovou a iniciativa de sua atleta.

"Depois o Dana me ligou via Facetime e perguntou se eu havia visto o post dele no Instagram, mas respondi que não, porque estava treinando para essa luta naquele momento. Aí ele respondeu: Você é uma gângster. Realmente acreditava que minha luta iria acontecer", completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
EFE
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo