Esporte

Novidades! Brave promete mais dois eventos no Brasil em 2017 e mira lutas femininas

Ag. Fight

12/07/2017 15h05

A oitava edição do Brave CF será em Curitiba – Felipe Castello Branco

Com edição marcada para o dia 12 de agosto, na cidade de Curitiba, o Brave CF tem planos maiores para o Brasil. Prestes a realizar seu oitavo evento, os organizadores do torneio garantiram, durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (12) na capital paranaense, que o país contará com mais um show na temporada. Além disso, lutas femininas passam a fazer parte das novas metas.

Em conversa com os jornalistas, Luiz Alberto, Rodrigo Reis e Gustavo Firmino, donos da L.A Sports, empresa que adquiriu os direitos do Brave CF pelo próximos 18 meses no Brasil, revelaram que dezembro já aparece como possível data para que um novo show seja realizado. No entanto, a cidade que receberia o evento de MMA ainda segue indefinida, embora preferências sejam claras.

“Fizemos um em São José dos Pinhais. A gente se sentiu seguro em fazer um evento em Curitiba agora. Fomentar nossa cidade. Nossa licença é nível Brasil inteiro. A gente estuda a possibilidade de outras cidades, mas em dezembro faremos outro evento. São Paulo, Goiás… Ainda vamos anunciar’, narrou Luiz.

Em claro cenário de estagnação do mercado, quando eventos nacionais sofrem para organizar eventos no país, o Brave, impulsionado pela marca criada com os dólares vindos do Bahrein, parece narrar contra a maré. E alinhado com o crescimento do esportes, as lutas femininas surgem como opção ainda para este ano.

“Na verdade, existe ; Estávamos pensando em colocar luta feminina neste evento. Lutas femininas são uma possibilidade e estamos com contato para que ocorra já na próxima edição”, garantiu Rodrigo, antes de apontar para a mudança do modelo de negócio como fator de garantia de sucesso e globalização.

“O Brave hoje em termos de mídia é o terceiro maior de MMA no mundo, depois do UFC e Bellator. Estamos em 65 países, em mais de 80 canais de televisão. Se analisar os dois maiores, para chegar nesse patamar eles levaram muito mais tempo. A ideia é criar uma liga de atletas, no México, Austrália e em diversos lugares. Da mesma forma que fizemos aqui, a intenção é fazer uma globalização. A intenção é nos tornar o maior do mundo”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo