Esporte

Confusão, chuva de dinheiro e racismo! Mayweather domina McGregor em NY

AP/Frank Franklin II
Mayweather e McGregor se encaram em Nova York Imagem: AP/Frank Franklin II

Ag. Fight

13/07/2017 22h18

A terceira edição da série de coletivas de imprensa para promoção da superluta de boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor chegou a Nova York nesta quinta-feira (13). E diante da enorme colônia irlandesa na cidade, o campeão peso-leve (70 kg) do UFC se sentiu mais em casa do que nunca, a ponto de economizar no discurso e focar em rebater as acusações de racismo que recebeu na última quarta. Na ocasião, o irlandês repetiu frases como "dance, garoto", termo considerado ofensivo e racista nos EUA, que tomou conta das discussões nas redes sociais nas últimas horas.

De calça colorida, sem camisa e usando um longo casaco de pele, Conor foi apresentado ao som de sua tradicional música irlandesa, para delírio dos quase 20 mil presentes que se adiantaram em vaiar a entrada do americano, que enrolado em uma bandeira irlandesa repetiu a polêmica imagem da última quarta, quando irritou o rival na coletiva realizada em Toronto (Canadá).

"Você está quebrado. Deve dinheiro. Tenho um presente para você, um álbum do Jay Z. Quero que escute e aprenda como construir um império, verdadeiro, não um fake (de mentira). A mídia disse que eu sou contra a população negra. Isso é ridículo. Vocês não sabiam que eu sou metade negro? Sou negro da cintura para baixo. Aqui um recado para minhas lindas fãs negras", afirmou rebolando antes de ofender a torcida do rival, em afirmações que poderiam ter sido evitadas.

AP/Frank Franklin II
Mayweather faz "chover dinheiro" em McGregor durante coletiva em NY Imagem: AP/Frank Franklin II
Tradicional bairro de cultura negra nos EUA, o Brooklyn garantiu com mais apoio ao invicto pugilista do que as primeiras coletivas. E, desta forma, rebateu com vigor as provocações. Com juros e correção.

Surpreendendo o oponente, Floyd pediu que seus seguranças e companheiros de time cercassem o irlandês para garantir um ligeiro “apavoro”, o que deixou até mesmo o time de McGregor visivelmente inconformado. Antes de uma possível reação, o americano patrocinou uma chuva de dinheiro.

Dezenas notas de um dólar voaram por cima do palco em clássica alusão ao dinheiro dado para strippers nos EUA. Era o final necessário para que Floyd provasse de uma vez por todas que trash talk também é sua especialidade. Que venha a coletiva de Londres (Inglaterra) nesta sexta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo