MMA

Confusão, chuva de dinheiro e racismo! Mayweather domina McGregor em NY

AP/Frank Franklin II
Mayweather e McGregor se encaram em Nova York Imagem: AP/Frank Franklin II

Ag. Fight

13/07/2017 22h18

A terceira edição da série de coletivas de imprensa para promoção da superluta de boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor chegou a Nova York nesta quinta-feira (13). E diante da enorme colônia irlandesa na cidade, o campeão peso-leve (70 kg) do UFC se sentiu mais em casa do que nunca, a ponto de economizar no discurso e focar em rebater as acusações de racismo que recebeu na última quarta. Na ocasião, o irlandês repetiu frases como "dance, garoto", termo considerado ofensivo e racista nos EUA, que tomou conta das discussões nas redes sociais nas últimas horas.

De calça colorida, sem camisa e usando um longo casaco de pele, Conor foi apresentado ao som de sua tradicional música irlandesa, para delírio dos quase 20 mil presentes que se adiantaram em vaiar a entrada do americano, que enrolado em uma bandeira irlandesa repetiu a polêmica imagem da última quarta, quando irritou o rival na coletiva realizada em Toronto (Canadá).

"Você está quebrado. Deve dinheiro. Tenho um presente para você, um álbum do Jay Z. Quero que escute e aprenda como construir um império, verdadeiro, não um fake (de mentira). A mídia disse que eu sou contra a população negra. Isso é ridículo. Vocês não sabiam que eu sou metade negro? Sou negro da cintura para baixo. Aqui um recado para minhas lindas fãs negras", afirmou rebolando antes de ofender a torcida do rival, em afirmações que poderiam ter sido evitadas.

AP/Frank Franklin II
Mayweather faz "chover dinheiro" em McGregor durante coletiva em NY Imagem: AP/Frank Franklin II
Tradicional bairro de cultura negra nos EUA, o Brooklyn garantiu com mais apoio ao invicto pugilista do que as primeiras coletivas. E, desta forma, rebateu com vigor as provocações. Com juros e correção.

Surpreendendo o oponente, Floyd pediu que seus seguranças e companheiros de time cercassem o irlandês para garantir um ligeiro “apavoro”, o que deixou até mesmo o time de McGregor visivelmente inconformado. Antes de uma possível reação, o americano patrocinou uma chuva de dinheiro.

Dezenas notas de um dólar voaram por cima do palco em clássica alusão ao dinheiro dado para strippers nos EUA. Era o final necessário para que Floyd provasse de uma vez por todas que trash talk também é sua especialidade. Que venha a coletiva de Londres (Inglaterra) nesta sexta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte vê TV
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Topo