MMA

Weidman faz a pazes com a vitória, finaliza Gastelum e provoca Bisping

 Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty
Weidman finalizou Gastelum no UFC Long Island Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty

Ag. Fight

22/07/2017 23h32

O card principal do UFC Long Island, em Nova York (EUA), reuniu diversas boas lutas que garantiram a atenção dos fãs durante o show. No entanto, a grande expectativa era mesmo pela disputa principal da noite que colocaria frente a frente Chris Weidman e Kelvin Gastelum pela divisão dos pesos-médios (84 kg), em um clara chance (talvez última) de auto confirmação para o ex-campeão.

Embalado por uma série de três derrotas no octógono, Weidman precisava vencer mais do que nunca. E, apesar de todas as vantagens numéricas, a luta contou com certa dose de drama antes que se braço pudesse ser erguido diante da torcida em sua cidade natal.

Melhor no início, o ex-campeão apostou em seus precisos single legs para derrubar e em seu jiu-jitsu afiado para garantir domínio territorial no solo. No entanto, o menor e mais leve rival sobrou em técnica para se defender e sempre que possível voltar em pé. Dinâmica esta que se repetiu por três assaltos.

Em pé, as ações ficavam equilibradas e o forte punch de esquerda de Kelvin incomodavam, tanto que logo no assalto inicial um knock down nos segundos finais quase abrevia a disputa. Mas a persistência do ex-campeão se fez presente e mesmo após demonstrar cansaço Weidman derrubou, pegou as costas e pulou para o katagatame, em movimento clássico de jiu-jitsu que levantou a galera no terceiro assalto.

“Não deixem de acreditar em vocês mesmos. Deixem as opiniões dos outros de lado. Eu estou de volta, podem acreditar”, gritou o eufórico americano antes de desafiar Michael Bisping. “Esse inglês maluco que está com o cinturão… Pare de se esconder, eu sou o campeão”.

Acompanhe os resultados do UFC Long Island:

Chris Weidman finalizou Kelvin Gastelum no 3º round;
Darren Elkins venceu Dennis Bermudez por decisão dividida;
Patrick Cummins venceu Gian Villante por decisão dividida;
Jimmie Rivera venceu Thomas Almeida por decisão unânime;
Elizeu ‘Capoeira‘ venceu Lyman Good por decisão dividida;
Eryk Anders nocauteou Rafael ‘Sapo’ no 1º round;
Alex ‘Cowboy’ Oliveira nocauteou Ryan LaFlare no 2º round;
Chase Sherman venceu Damian Grabowski por decisão unânime;
Jeremy Kennedy venceu Kyle Bochniak por decisão unânime;
Marlon Vera finalizou Brian Kelleher no 1º round;
Júnior ‘Baby’ Albini nocauteou Timothy Johnson no 1º round;
Shane Burgos venceu Godofredo ‘Pepey’ por decisão unânime;
Chris Wade venceu Frankie Perez por decisão unânime;

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo