MMA

Jon Jones ignora provocações e se afasta de confusões: "orgulhoso de mim"

John Locher/AP
Imagem: John Locher/AP

Ag. Fight

25/07/2017 08h00

 

Durante anos, Jon "Bones" Jones colecionou vitórias no octógono ao mesmo passo que somou confusões e polêmicas fora dele. E durante essa caminhada, nada mais natural do que fazer alguns inimigos no trajeto, como Daniel Cormier, seu rival do próximo sábado (29) que tem disposição suficiente para travar uma verdadeira guerra de nervos. E uma nova amostra de que os ânimos estão acirrados foi dada na última segunda.

Em coletiva de imprensa realizada por telefone, os atletas protagonizaram diversas trocas de farpas embora a todo momento negassem que estavam dispostos a protagonizarem trash talk. Desta forma, Jones se adiantou em garantir, a despeito das provocações anteriores do rival – que apontou para seus problemas antigos com a Justiça Americana -, que agora caminha de acordo coma lei.

"Acho que é uma grande luta para meu legado. A última vez que algo ruim aconteceu comigo foi dois anos atrás, acho que as pessoas não perceberam isso. Nos últimos dois anos fiz as coisas certas, paguei pelos meus erros. Depois tive essa situação extra… Estou orgulhoso de mim mesmo. Se você me conhecesse de verdade e visse minha relação com as pessoas e comunidade em Albuquerque, me veria de forma diferente. Me perdoo pelo que fiz. Com o que eu fizer no sábado, darei aos fãs motivos para que eles quase esqueçam isso e me perdoem", narrou.

Apesar do estilo ríspido e do talento para colecionar rivais, a Jones não se pode negar que não foram poucos os que tentaram tirá-lo do sério. E essa extensa lista dos que tentaram acabar com seu reinado dá motivação ao atleta para afirmar que nada do que Cormier tente para desestabilizá-lo irá funcionar.

"De verdade, do fundo do coração, essa luta não tem nada a ver com Cormier, poderia ser qualquer um. Luta é sobre legado, sempre foi assim. Já fiz grandes lutas com Rampage e Rashad que me odiavam. O Sonnen falou tanto 'trash talk'… Estou nisso por tanto tempo, meio que tenho o antídoto. Para mim, é sobre ser o melhor o maior. Por isso estou aqui. No fim das contas, ele será lembrado como um dos meus grandes rivais', finalizou.

Campeão mais jovem da história do UFC, Jones é um acumulador de recordes no evento. No entanto, seis feitos ainda não alçaram voos mais altos por conta de seus problemas fora do octógono. Preso em duas ocasiões, retirado do posto de campeão em outras duas e com um flagra no exame antidoping, o atleta se transformou em um dos personagens de maior apelo nos últimos anos. Agora só falta saber se ele poderá lidar com esse peso de novo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Na Grade do MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo