MMA

Jon Jones promete fazer Daniel Cormier chorar no UFC 214

Diego Ribas/ Ag Fight
Daniel Cormier e Jon Jones se encaram na coletiva prévia ao UFC 214 Imagem: Diego Ribas/ Ag Fight

Ag. Fight

27/07/2017 12h14

Às vésperas da tão aguardada revanche que irá liderar o card do UFC 214, evento agendado para o próximo sábado (29) na cidade de Anaheim (EUA), o clima de provocação entre Daniel Cormier e Jon Jones se intensifica a cada entrevista ou trocas de palavras protagonizada pelos dois. A dupla já havia roubado a cena no começo da noite da última quarta-feira durante a primeira coletiva de imprensa realizada na semana da luta, mas foi após a cerimônia oficial que o clima de fato esquentou. Isso porque, irritado com o discurso ofensivo do atual campeão meio-pesado (93 kg), ‘Bones’ fez uma declaração no mínimo polêmica: a de que fará ‘DC’ chorar nos bastidores.

A nova discussão entre o último e o atual detentor do cinturão aconteceu logo após a término da coletiva realizada na cidade de Los Angeles, na Califórnia (EUA), durante uma entrevista ao programa ‘UFC Tonight’ da emissora norte-americana ‘FOX Sports’. Os dois desafetos até começaram seus discursos de forma amistosa, mas foi após Cormier provocar Jones e garantir que ele havia falhado em sua empreitada como comentarista de MMA que o ex-campeão partiu para a ofensiva. E assim que retomou a vez de falar, Bones foi claro ao explicar que, ao contrário da carreira na televisão, sua prioridade é abalar seu adversário da forma mais profunda possível.

“Vou te dizer no que você é bom, quero dizer, você viu, você estava chorando no ombro do Cain Velasquez. Na verdade, não quero trabalhar como comentarista, só quero fazer você chorar nos bastidores novamente. Escute, lutei contra Chael Sonnen, que é um dos maiores trash talkers da história dos esportes, lutei contra Rampage Jackson, Rashad Evans, e sempre fui o mesmo cara quando chega a hora de luta”, relembrou o atleta que é considerado por fãs e especialistas como um dos melhores competidores da história do MMA.

Além das já rotineiras provocações protagonizadas pela dupla, Jon Jones também analisou como se sente em seu retorno ao esporte – visto que ele não luta oficialmente desde o último dia 24 de abril, quando venceu Ovince St-Preux em uma luta sem grandes emoções. E o ex-campeão fez questão de deixar claro que não se vê pressionado para a revanche contra DC.

“Não há nervosismo, não há borboletas, sou eu fazendo o que sinto que Deus me colocou neste planeta para fazer, que é ser um lutador. Não tenho um trabalho comentando ou qualquer coisa assim. Minha única paixão é ser o maior lutador da história e isso é o que faço, vou lá da mesma forma, não importa se o cara é respeitoso ou um imbecil. Vou lá e me concentro em ganhar o tempo todo”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Esporte - MMA
Na Grade do MMA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
UOL Esporte - Imagens
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo