MMA

Cormier minimiza derrota para Jon Jones e promete trilogia

Diego Ribas/ Ag Fight
Daniel Cormier enfrentará Jon Jones no UFC 214 Imagem: Diego Ribas/ Ag Fight

Ag. Fight

28/07/2017 13h38

No dia 3 de janeiro de 2015, Daniel Cormier e Jon Jones se enfrentaram pela primeira vez e ‘Bones’ saiu com a vitória por decisão unânime dos juízes após uma batalha de cinco rounds. Agora, os arquirrivais farão uma revanche no UFC 214, evento marcado para este sábado (29) em Anaheim (EUA). Obviamente, o ex-campeão aproveita toda oportunidade que tem para provocar DC e lembrar a derrota que aconteceu mais de dois anos atrás. Contudo, o atual dono do cinturão meio-pesado (93 kg) parece convicto de que o resultado daquele combate foi quase um acaso e não um triunfo dominante como o rival costuma dizer.

Durante uma conversa com jornalistas depois de um treino aberto realizado na última quinta-feira (27), Cormier fez questão de minimizar a vitória de Jones e deixou claro que, em sua opinião, o resultado daquela luta foi apertado. O campeão ainda foi além e avisou que não será derrotado como Lyoto Machida e Maurício Shogun – o primeiro foi finalizado e o segundo nocauteado por Bones.

“Todo esse alvoroço que ele faz em cima daquela vitória me mostra que ele fez algo que ele não sabia que conseguiria. Ele venceu a luta, mas não foi da forma que ele diz. Ele está pensando que eu sou o Lyoto Machida ou o Shogun! Estou falando sério! Ele acha que me venceu de uma forma dominante como ele venceu o Shogun. E depois ele vem falar da minha mentalidade? Ele surpreendeu a si mesmo no dia 3 de janeiro de 2015”, declarou.

Questionado se após o combate ele e Jones poderiam resolver suas diferenças, Cormier deixou claro que não está muito inclinado a ser amigo do arquirrival: “Eu apertarei a mão dele… Depois que eu vencê-lo. Apertarei a mão dele e direi para ele: ‘Ei palhaço, se prepare para a terceira, porque nós ainda temos assuntos para resolver’. Mantenha a cabeça erguida Jon, nós estaremos de volta em poucos meses”.

Após conquistar o cinturão meio-pesado em maio de 2015, Cormier fez duas defesas de cinturão – contra Alexander Gustafsson e Anthony Johnson, respectivamente. Aos 38 anos de idade, DC coleciona na carreira um cartel com 19 vitórias e uma derrota.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Na Grade do MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo