Esporte

Jones x DC ofusca brasileiros em busca de títulos no maior evento do UFC em 2017

Ag. Fight

29/07/2017 06h00

Daniel Cormier e Jon Jones fazem a luta principal do UFC 214 – Diego Ribas

Rivais de longa data, Jon Jones e Daniel Cormier travam a maior inimizade já vista nos octógonos do UFC nos últimos anos. Com apenas uma luta entre eles, realizada em janeiro de 2015, além de outros três cancelamentos de datas, os meio-pesados (93 kg) duelarão pelo título dos meio-pesados (93 kg) neste sábado (29). Com tanto ódio no ar, ao mesmo tempo que a atenção dos fãs está garantida os demais atletas do card ganham status de coadjuvante, apesar da importância deste evento.

Maior card do ano até o momento, o UFC 214 conta com três disputas de cinturão e, tirando o duelo entre os meio-pesados, dois brasileiros brigam diretamente pelos títulos de suas divisões. Cris ‘Cyborg’, que encara Tonya Evinger entre os pesos-penas (66 kg), e Demian Maia, que desafia o campeão Tyron Woodley, carregam a chance de aumentar o número de atletas do País com o posto de campeão.

Mesmo assim, nada foi o suficiente para abalar o domínio midiático dos astros da noite. O que se viu ao longo da semana foi atenção quase que exclusiva, seja em coletivas, treino aberto ou encontro com os fãs, aos americanos especialistas em wrestling. E eles fizeram por merecer.

Depois de trocas de ofensas sistemáticas ao longo das últimas semanas, eles trouxeram elementos novos a cada aparição, o que entreteve os torcedores e os manteve no noticiário acima de qualquer declaração das demais estrelas do show de número 214 do UFC.

E como interessante trunfo, o resultado do combate deve agitar o destino da carreira de Cormier. Aos 39 anos, o ex-atleta olímpico, que já limpou a divisão e só perdeu para ‘Bones’ no octógono, vê neste desafio e na chance de revanche sua grande motivação. Por isso, em caso de derrota, cogita-se a possibilidade de que ele pendure as luvas enquanto que, caso vença, ele já prometeu que fará uma trilogia com o rival.

Com esse pano de fundo facilmente vendável, já era de se esperar que a disputa garantisse grande empenho de promoção por parte do evento. Dito e feito! Tanto no seu pôster oficial como nos vídeos de divulgação, a rivalidade garantiu atenção exclusiva nas mídias de divulgação do UFC que, mesmo com um card que tem tudo para se tornar um dos maiores da história, optou por apostar alto e em um “tiro certo”. A recompensa, que só será conhecida ao final deste sábado, já acena como lucrativa. Uma pena para quem passar desapercebido na nessa noite histórica!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo