Esporte

Lavou a alma! Cris 'Cyborg' atropela de novo e garante título inédito do UFC para o Brasil

Ag. Fight

30/07/2017 00h33

Foram muitos anos de frustração que pareciam intermináveis até que a noite deste sábado (29) chegasse e a maior lutadora de MMA de todos os tempos pudesse ser coroada como campeã do UFC. Invicta há 12 anos, Cris ‘Cyborg’ não tomou conhecimento de Tonya Evinger e se tornou a mais nova dona do cinturão peso-pena (66 kg) do evento, conquista que garantiu título inédito ao País.

Apresentada para o corner vermelho a primeira das três disputas de cinturão do UFC 214, Cris entrou emocionada na arena Honda Center, na cidade de Anaheim (EUA), ao ver que o público estava ao seu lado. No entanto, quando o cage fechou, o modo aniquilador que a fez famosa entrou em ação mais uma vez.

Agressiva, Cris partiu para a trocação e conectou fortes diretos desde o início do 1º round que foram alternados com chutes baixos enquanto a rival americana se limitou a andar para trás, absorver dezenas de golpes e contra atacar quando possível em um claro 10 x 9 anotado no assalto. No entanto, a estratégia custou energia da brasileira que, na ânsia de acabar com a disputa, desperdiçou golpes no ar.

Mais cautelosa na segunda etapa, Cris atacou menos e acertou mais, para desespero de Tonya, que agora também se tornava alvo de joelhadas e chutes altos. Ao final do round, a única certeza é que a ex-campeã peso-galo (61 kg) do Invicta comprovava a fama de durona.

No terceiro dos cinco rounds previstos, a surra continuou e dois knockdowns à base de joelhada terminaram por fazer a americana desabar de tal forma que Cyborg parou de bater antes mesmo que o árbitro encerasse o confronto oficialmente.

“Não tenho palavras par descrever, só quero agradecer aos fãs que vieram me ver. Cyborg Nation, hey! Estou feliz, foi no tempo perfeito. Estou no auge da minha carreira agora”, narrou emocionada.

Acompanhe os resultados do UFC 214:

Cris ‘Cyborg’ nocauteou Tonya Evinger no 3º round;
Robbie Lawler venceu Donald Cerrone por decisão unânime;
Volkan Oezdemir nocauteou Jimi Manuwa no 1º round;
Ricardo Lamas nocauteou Jason Knight no 1º round;
Aljamain Sterling venceu Renan ‘Barão’ por decisão unânime;
Brian Ortega finalizou Renato ‘Moicano’ no 3º round;
Calvin Kattar venceu Andre Fili por decisão unânime;
Alexandra Albu venceu Kailin Curran por decisão unânime;
Jarred Brooks venceu Eric Shelton por decisão dividida;
Drew Dober nocauteou Josh Burkman no 1º round.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo