MMA

Brasileiro admite que escondeu lesão por luta no UFC: "Questão financeira"

Ag. Fight

04/08/2017 07h00

 

Alexande Pantoja se apresentou em alto nível quando enfrentou Neil Seery no UFC Glasgow, evento realizado na Escócia no último dia 16 de julho, e saiu vencedor após encaixar um mata-leão. Logo depois da luta, tomou-se conhecimento que ele havia competido com o braço lesionado, e isto levantou alguns questionamentos sobre as reais motivações que o fizeram subir ao octógono mesmo sem estar 100%. E, de acordo com o peso-mosca (57 kg), que revelou inclusive ter omitido do Ultimate a informação sobre seu real estado de saúde, a principal justificativa é simples: questão financeira.

Assim como qualquer atleta do UFC, Pantoja só receberia sua bolsa caso subisse ao octógono e enfrentasse Seery, e o fato de ter que sustentar seus dois filhos pesou no momento de tomar a decisão de ignorar as adversidades e confiar em si mesmo – ainda que não estivesse na plenitude de sua forma física. E como fonte de inspiração, o atleta natural de Arraial do Cabo (RJ) ainda citou os conselhos de Rodrigo ‘Minotauro’, ex-lutador do Ultimate que também já havia passado por contusão semelhante.

"Os testes feitos pelo UFC normalmente são para doping, como o de sangue e o de urina, não cheguei a fazer qualquer exame físico. A minha lesão no braço é superficial, tive um ligamento rompido, ninguém além de mim sabia disso e poderia dizer se eu poderia lutar ou não. Depois voltei a me sentir bem melhor nos treinos, mas o que me forçou a lutar mesmo sem fazer um camp 100% foi uma questão financeira, pois sou pais de dois filhos e minha família depende de mim", relatou em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight.

"Não falei nada com o UFC sobre a minha lesão, e também não achei necessário. Mas como falei, só eu sabia se poderia lutar ou não. Minha única preocupação era em caso de derrota, porque se eu falasse da minha lesão isso poderia soar como uma desculpa. A lesão nem foi falada por mim, foi até o ‘Minotauro’ que falou sobre isso. Ele mesmo falou que já fez esse tipo de tratamento e conseguiu lutar também, o que serviu para me incentivar".

O fato de ter lutado lesionado e ainda assim ter conquistado a vitória serviu de combustível para aumentar a confiança de Pantoja em sua empreitada rumo ao topo da divisão dos moscas. Com o resultado positivo conquistado sobre o irlandês, o brasileiro ocupa agora a 13° posição no ranking da divisão do Ultimate, o que lhe forneceu moral suficiente para se colocar à disposição de qualquer adversário que esteja entre os 10 melhores da categoria – incluindo até mesmo os brasileiros que figuram nesta lista.

"Lutar contra o Seery pertinho de casa, já que ele é da Irlanda, foi muito bom para mim, para a minha cabeça e para minha mentalidade de sempre continuar focado. Me fez muito bem, e o estilo de luta e o adversário me estimularam ainda mais. Com certeza me dá uma energia ainda maior de subir na categoria e chegar no top 10. Irei mais focado e treinarei ainda mais. Não descarto lutar com ninguém da minha divisão. O ‘Formiga’ e o Wilson Reis são grandes atletas e eu gostaria de enfrentá-los e me provar contra eles", analisou o peso-mosca.

Sem muitos rodeios sobre sua pretensão no Ultimate, Pantoja não esconde que seu objetivo é disputar o título da categoria. Mas além de falar sobre sua superação em seu combate mais recente e o ganho de confiança que adquiriu, o atleta analisou as virtudes que podem fazer com que ele se destaque e ganhe notoriedade entre os fãs brasileiros de MMA. E, de acordo com ele, sua disposição em sempre dar um show para o público que acompanha os combates é seu diferencial.

"O estilo de luta do Formiga e do Wilson não é muito apelativo, né, e acho que o meu estilo de atuar agrada mais o público. Procuro fazer esse show mesmo, gosto de lutar e não gosto de fazer um jogo muito estratégico, ainda que, claro, eu sempre use a estratégia. Não gosto de ganhar por pontos e não vou para a luta com o espírito de anular meu adversário com o antijogo. Acho que é isso o que chama a atenção: o meu estilo", finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Topo