MMA

Treinador revela que Jones se lesionou antes de luta com Cormier no UFC 214

Ag. Fight

10/08/2017 15h31

 

Em um dos combates mais aguardados pelos fãs de MMA no ano de 2017, Jon Jones provou ser um dos grandes nomes da história do esporte ao nocautear Daniel Cormier no terceiro round da luta que liderou o card do UFC 214, evento realizado no último dia 29 de julho na cidade de Anaheim, na Califórnia (EUA). E se a performance de alto nível apresentada por ‘Bones’ na ocasião já chamou a atenção, imagine após a revelação feita por John Winkeljohn, treinador do novo campeão meio-pesado (93 kg), que garantiu que seu pupilo subiu ao octógono lesionado. 

Em entrevista ao podcast ‘Submission Radio’, o líder da academia ‘JacksonWink MMA’ não apenas relatou os momentos de tensão vividos pelo lutador e por sua equipe, como também detalhou a semana que antecedeu o combate contra Cormier. De acordo com Winkeljohn, um problema médico chegou a manter Jon Jones impossibilitado de levantar o próprio braço às vésperas do duelo. No entanto, nem isso foi capaz de colocar em risco a presença de ‘Bones’ no card do evento. 

“Eu vou compartilhar isso com vocês. Algumas noites antes da luta, sim, ele não conseguia levantar o braço – se machucou enquanto treinava wrestling. Ele treinou pesado demais com o parceiro, talvez tenha sido a falta de aquecimento. Não tenho certeza, mas foi meio assustador. Foi uma daquelas situações em que, enquanto eu o aquecia, perguntei aos outros treinadores e eles concordaram que não devíamos mais treinar muito wrestling”, relembrou o treinador. 

“Não queríamos fazer com que ele se lesionasse mais, pois isso poderia afetar sua mentalidade. Queria manter isso de fora, de modo que, se ele sentisse a lesão novamente, a adrenalina assumiria o controle. Foi um pouco assustador e ninguém soube disso. Houve uma lesão nos bastidores”. 

Mesmo contundido, Bones conseguiu a façanha de ser o primeiro a nocautear Daniel Cormier durante toda sua carreira no MMA. E foi justamente essa apresentação recente, acrescida do fato do campeão ter ficado mais de um ano sem competir em virtude de sua suspensão por doping, que explica o fato de Jon Jones ser o melhor atleta do esporte na atualidade – ao menos sob o ponto de vista de Winkeljohn.  

“Jon é quem ele é, muito durão. Como eu disse, ninguém pode bater no Jon Jones, somente ele mesmo. Uma vez que ele decide que quer ganhar um combate, ganhará. Ele basicamente não disse nada além de que lutaria. Ele não falou nada sobre isso. É como se não importasse se fosse formigamento ou fraqueza, Jon não disse nada. Ele simplesmente foi e lutou. É por isso que Jon Jones é o campeão. Ele tem essa mentalidade”, finalizou o treinador.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo