Esporte

Mayweather atropela, nocauteia McGregor em pé e quebra recorde de Rocky Marciano

Ag. Fight

27/08/2017 01h54

Realizada na noite deste sábado (26), a superluta de boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor contou com atmosfera de mega evento, invasão da torcida irlandesa na cidade de Las Vegas (EUA) e plateia recheada de artistas e celebridades que fizeram na noitada de lutas uma das mais memoráveis da história dos esportes de combate. No entanto, dentro do ringue a história foi outra.

Fazendo jus ao amplo favoritismo das bolsas de apostas, o veterano de 40 anos mostrou porque permaneceu invicto por mais de 20 anos no boxe profissional e não passou perigo diante do agressivo irlandês, campeão do UFC que fazia sua estreia nos ringues e não viu a cor da bola.

Com direito a dois cinturões do UFC à mostra, Conor entrou sob aplausos da torcida, que o empurrou desde que ele apareceu no telão. Com calção branco, o atleta carregava uma bandeira da Irlanda nos ombros, enquanto que Mayweather entrou com uma máscara preta cobrindo o rosto. E, claro, as vaias para o americano não tardaram a dominar o ginásio T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA).

Na hora da luta, mais alto e mais pesado que o multicampeão de boxe, McGregor tentou impor seu domínio físico no início do combate, mas esbarrou na defesa do americano, que alternava a disposição do peso do corpo entre a perna da frente e a de trás, confundindo o adversário, que ainda encontrava no ombro esquerdo de Floyd uma preciosa barreira que tornava seu queixo inalcançável.

Com esse ritmo, o maior peso de Conor aliado aos golpes desperdiçados no ar e ao pouco tempo de preparação e adaptação para as características do jogo de boxe fizeram do astro do MMA uma presa fácil. Afinal, à medida que seu ritmo diminuía, a diferença técnica ficava mais evidente e o americano passava a ditar as ações. Neste cenário, o irlandês resistiu até desabar no round número 10,para tristeza da torcida, que reclamou de um suposto final precipitado.

Com a vitória,Mayweather encerra sua carreira com 50 vitórias em 50 lutas e quebra o recorde de Rocky Marciano. Aos 40 anos, o americano garante seu nome como o de maior pugilista do século 21.

A luta

No primeiro assalto, Conor caminhou mais para frente e em duas ocasiões acuou o rival nas cordas. Em um contra ataque, conectou um upper de esquerda que lhe garantiu vantagem no assalto, para delírio da plateia. Já na etapa seguinte, tentando se antecipar aos ataques do oponente, o irlandês se viu obrigado a clinchar Mayweather, posição da qual desferiu golpes na cabela, de cima para baixo, sendo prontamente advertido pelo árbitro.

Mais cansado no terceiro round, Conor teve nos jabas sua grande arma, mas voltou a atacar de forma ilegal e, advertido pelo árbitro, viu o americano levar vantagem na etapa. A brecha aberta garantiu ânimo que faltava para Mayweather mostrar seu jogo. Com volume de golpes no quarto assalto, o multicampeão deu seu habitual show de esquivas e obrigou o campeão do UFC, que já não rendia como antes, a andar para trás e assimilar diretos no rosto.

Lento e sem pressão nos ataques, McGregor passou a caminhar para trás em busco do 'timing' certo de conectar seu direito de esquerda durante alguma movimentação do veterano de 40 anos. Mas com volume de golpes superior, Mayweather só era parado pelos repetidos clinches do irlandês, que terminou a etapa com as pernas pesadas e tendo que aguentar provocações do oponente.

No sexto round, Mayweather deu as costas malandramente para o irlandês durante o clinche. Afoito, o campeão do UFC tentou encaixar uma série de golpes, incluindo de cima para baixo, o que lhe garantiu nova advertência do paciente árbitro central.

Na etapa seguinte, Floyd atropelou. Com diretos e cruzados precisos, o americano pareceu chegou perto de um knock down e fez a torcida lamentar cada golpe conectado. Cenário que só piorou no oitavo round, quando o irlandês, aparentando estar exausto, já não conseguia impedir que o adversário caminhasse para frente a todo momento. Seus golpes, por sinal, caíam no vazio, o que lhe consumia ainda mais energia e garantia ares dramáticos ao final do duelo.

No décimo round, Conor não se aguentava mais em pé e, embora não tenha caído ao chão, viu o árbitro interromper a luta e decretar um nocaute técnico.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo