MMA

Diretor de comissão vê Jon Jones como "muito descuidado ou trapaceiro"

Sean M. Haffey/Getty Images/AFP
Jon Jones comemora sua vitória sobre Daniel Cormier em luta válida pelo UFC 214 Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images/AFP

Ag. Fight

01/09/2017 12h17

O caso de doping em que Jon Jones se envolveu recentemente ainda é tratado com muito cuidado pelas partes envolvidas no processo. Depois que a USADA (agência antidopagem norte-americana) pediu calma com o julgamento de "Bones", agora foi a vez de um membro da Comissão Atlética da Califórnia seguir uma linha parecida.

Em entrevista ao site "MMA Junkie", o diretor executivo do órgão, Andy Foster, analisou a situação do ainda campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC. A avaliação do dirigente se torna bastante pertinente, já que Jon Jones caiu no doping um dia antes do UFC 214, disputado em Anaheim, na Califórnia.

Foster fez questão de lembrar que antes de Jones ser testado no dia da pesagem, ele já havia sido submetido a outros exames no início do mês. Portanto, para cair no doping por uso de anabolizantes, o americano provavelmente deveria ter sido flagrado em outros testes que foram feitos em período em que ele estaria no ciclo para que o efeito fosse sentido. Portanto, o diretor executivo levanta possibilidades para o doping ter sido acusado.

"Toda a situação não faz qualquer sentido para mim. Apenas não faz. Se você está fazendo um ciclo com esteroide, então isso vai aparecer (em testes) o tempo todo. O fato de não aparecer (nos dias 6 e 7 de julho) quando ele foi testado antes é uma indicação que ele não estava usando drogas naquele momento. Das duas uma: ele é extremamente descuidado ou é um trapaceiro. Sei que ele já foi muito descuidado uma vez em sua carreira… mas nenhum desses erros faz sentido. Por isso que eu penso que é muito importante nós examinarmos isso bem e observarmos todas as evidências antes de tirar conclusões", ponderou o dirigente.

Jon Jones segue como campeão dos meio-pesados, mas se o doping for confirmado a tendência é que seu cinturão seja cassado e ele receba uma punição severa. Por ser reincidente, o americano pode pegar até quatro anos de suspensão. Bones venceu Daniel Cormier na luta principal do UFC 214, em 29 de julho.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
EFE
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo