MMA

Fábio Maldonado revela lesão em última luta e diz: "Tenho muitos defeitos"

Getty Images
Lutador brasileiro Fabio Maldonado passou pelo UFC Imagem: Getty Images

Ag. Fight

06/09/2017 12h35

 

Fabio Maldonado surpreendeu os fãs mais assíduos de MMA ao conquistar sua segunda vitória seguida na carreira e derrotar Kurban Omarov no Fight Nights 73, evento disputado no Daguestão (Rússia) na última segunda-feira (4). E a surpresa não se deu exatamente pelo fato de o paulista sair com a mão levantada, mas sim pela forma como isso aconteceu - finalizando o rival com uma guilhotina no terceiro round.

Especialista na trocação, Maldonado anotou sua quarta vitória desta forma em uma carreira que conta com 24 triunfos e 11 derrotas. Em conversa com a reportagem da Ag. Fight, o ex-UFC confessou que nunca conseguiu colocar em prática seu jiu-jitsu no MMA, mas deixou claro o seu enorme respeito e admiração pela arte suave.

"Eu sei fazer esse golpe e MMA tudo pode acontecer. A gente treina tudo e claro que tem dificuldades em algumas coisas. Mas o que eu nunca deixei de treinar foi o jiu-jitsu. A vida toda achei que o jiu-jitsu não poderia faltar. Só que eu não conseguia finalizar, tinha mais sucesso batendo na cabeça e no corpo, onde ganhei minhas lutas", afirmou o paulista.

Maldonado ainda revelou que sofreu com uma torção no pé direito logo no início do combate, o que o impossibilitou de buscar seu estilo mais agressivo. Mesmo percebendo Omarov cansado, o brasileiro não conseguiu imprimir um ritmo mais forte a ponto de pressionar o oponente contra as grades, e isso o fez "apelar" para a tentativa de finalização.

"Pensei que fosse conseguir pegar ele na mão logo no começo, mas ele é duro e chuta muito forte. Torci meu pé direito e só estou falando porque venci para não parecer desculpa. Virei meu pé no meio da luta e não sei como não quebrou. Perdi muito a mobilidade e tive que manter a calma. Meu adversário estava cansado, mas eu não tinha perna para persegui-lo".

Por fim, Maldonado mostrou mais uma vez toda a sua sinceridade característica ao fazer uma autoavaliação. Admitindo suas fraquezas, o 'Caipira de Aço' afirmou, enquanto aguardava a conexão de seu voo em Dubai, que se considera melhor pugilista do que atleta de MMA, além de afirmar que não tem facilidade em aprender e assimilar novas técnicas de combate.

"Pode me chamar um dia antes da luta, se tiver condições boas e eu estiver bem para lutar, eu luto. Hoje em dia tem o atleta, e eu sou também, porque tenho 37 anos e preciso cuidar da saúde. Mas sou lutador e topo qualquer parada. Não sei falar o que sou melhor, mas talvez o boxe. Nas duas áreas eu tenho muitos defeitos. Se deixar, eu pulo duas horas de corda, mas eu não consigo cruzar a corda. A minha coordenação motora não é tão boa. Nunca fui um atleta que aprendi rápido. Eu sempre ganhei as coisas na persistência. Sou ruim para contra golpear, mas busco o jogo e a troca de golpes", analisou o atleta que, após seu último triunfo no MMA, desafiou o campeão mundial de boxe Denis Lebedev para um duelo na nobre arte.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Redação
Topo