MMA

Brasileiras dão show no UFC Japão e 'Bate-Estaca' vence Gadelha por decisão

Divulgação/Mixer
Jéssica Bate-Estaca venceu o UFC Japão Imagem: Divulgação/Mixer

Ag. Fight

23/09/2017 01h30

Deu Brasil na segunda luta mais esperada do UFC Japão, disputado nesta sexta-feira (21), na histórica Saitama Super Arena. E não poderia ser diferente, afinal, o confronto era entre Claudia Gadelha e Jéssica Andrade. Mas foi Bate-Estaca, atual número 4 entre as desafiantes da categoria peso-palha (52 kg), quem levou a melhor em um duelo sangrento e absolutamente emocionante.

Foi a quarta vitória em cinco lutas de Jéssica Andrade desde desceu para a divisão dos palhas. Bate-Estaca só perdeu para a atual campeã da divisão, Joanna Jedrzejczyk, e isso pode fazer com que a brasileira retome o caminho para uma nova disputa pelo cinturão.

"Treinei muito para essa luta. Não preciso ir para fora do Brasil para treinar mais. Tenho tudo o que preciso no Paraná. Preciso continuar treinando. Prometi para mim mesma que a cada luta eu voltaria melhor e é isso que eu estou fazendo", declarou a paranaense ainda dentro do octógono.

A luta

Bate-Estaca começou dominando o centro do octógono e abusando da esquiva, mas quem conectou os melhores golpes no início do confronto foi a sua oponente. Aceitando a trocação, Gadelha vinha melhor até que Jéssica a levantou e colocou para baixo em uma queda impressionante. Se mantendo por cima, a paranaense amassou até o fim do primeiro round.

Claudinha tentou dar o troco na segunda etapa, quando colocou a oponente para baixo logo no início, mas rapidamente o confronto voltou a ficar em pé. Nitidamente mais cansada, Gadelha levou muitos golpes duras e teve que sobreviver os cinco minutos seguinte, até que quase encaixou uma guilhotina no soar do gongo.

No terceiro e último assalto, Jéssica não deu brecha para a compatriota. Notando o cansaço de Claudinha, a paranaense colocou a luta para baixo logo no início do round e passou a trabalhar o ground and pound. Ao fim dos 15 minutos de luta, os juízes laterais deram vitória a Jéssica Bate-Estaca por decisão unânime.

Com o resultado, Jéssica Bate-Estaca chega a 17 vitórias e seis derrotas na carreira, aproximando-se novamente de uma disputa pelo título. Já Claudinha se complica na categoria e deve perder o posto de desafiante número 1 no ranking oficial do Ultimate.

Frankenstein erra estratégia

Henrique 'Frankenstein' se complicou de vez no Ultimate. O brasileiro não foi páreo para Gokhan Saki, especialista em kickboxing e ex-campeão do Glory, e foi nocauteado no primeiro round. Com o resultado, o brasileiro acumulou a quarta derrota no maior torneio de MMA do mundo.

Enfrentando um dos maiores trocadores do mundo, a tarefa do brasileiro não era nada fácil. E ele parece ter escolhido a pior estratégia possível para iniciar o duelo: lutar em pé. Logo nos primeiros segundos de combate, Frankenstein foi para cima do turco e parecia querer trocar, mas foi atingido seguidas vezes com chutes altos e golpes no rosto que minaram o pernambucano.

Com a situação difícil em pé, o brasileiro chegou até a buscar algumas vezes a queda, mas não conseguiu. Perto do fim do primeiro round, Frankenstein surpreendeu com joelhadas e golpes potentes que pareciam balançar Saki. No entanto, esse jogo abriu brecha para o turco acertar uma esquerda violentíssima que derrubou o rival e o árbitro central colocou fim ao combate.

Foi a estreia de Gokhan Saki no UFC e sua segunda luta de MMA na vida. O atleta de 33 anos conquistou sua primeira vitória e pelas palavras ao fim do combate deve dar sequência ao seu novo legado dentro do octógono.

Decadência de Gomi

Um dos maiores ídolos da torcida local, Takanori Gomi novamente decepcionou e deu sequência ao seu péssimo momento após ser nocauteado por Dong Hyun Kim no primeiro round. Foi a quinta derrota seguida do japonês que já foi campeão do Pride e luta profissionalmente desde 1998. A aposentadoria parece se tornar uma verdade cada vez mais forte.

CARD PRINCIPAL

Jéssica 'Bate-Estaca' venceu Cláudia Gadelha por decisão unânime dos juízes laterais;
Dong Hyun Kim venceu Takanori Gomi por nocaute no primeiro round;
Gokhan Saki venceu Henrique 'Frankenstein' por nocaute no primeiro round;
Teruto Ishihara venceu Rolando Dy por decisão unânime dos juízes laterais;
Jussier 'Formiga' venceu Yuta Sasaki por finalização (mata-leão) no primeiro round.

CARD PRELIMINAR

Keita Nakamura venceu Alex Morono por decisão dividida dos juízes laterais;
Syuri Kondo venceu Chan Mi Jeon por decisão dividida dos juízes laterais;
Shinsho Anzai venceu Luke Jumeau por decisão unânime dos juízes laterais;
Daichi Abe venceu Hyun Gyu Lim por decisão unânime dos juízes laterais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Na Grade do MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo