Topo

MMA

Brasileiras dão show no UFC Japão e 'Bate-Estaca' vence Gadelha por decisão

Divulgação/Mixer
Jéssica Bate-Estaca venceu o UFC Japão Imagem: Divulgação/Mixer

Ag. Fight

23/09/2017 01h30

Deu Brasil na segunda luta mais esperada do UFC Japão, disputado nesta sexta-feira (21), na histórica Saitama Super Arena. E não poderia ser diferente, afinal, o confronto era entre Claudia Gadelha e Jéssica Andrade. Mas foi Bate-Estaca, atual número 4 entre as desafiantes da categoria peso-palha (52 kg), quem levou a melhor em um duelo sangrento e absolutamente emocionante.

Foi a quarta vitória em cinco lutas de Jéssica Andrade desde desceu para a divisão dos palhas. Bate-Estaca só perdeu para a atual campeã da divisão, Joanna Jedrzejczyk, e isso pode fazer com que a brasileira retome o caminho para uma nova disputa pelo cinturão.

"Treinei muito para essa luta. Não preciso ir para fora do Brasil para treinar mais. Tenho tudo o que preciso no Paraná. Preciso continuar treinando. Prometi para mim mesma que a cada luta eu voltaria melhor e é isso que eu estou fazendo", declarou a paranaense ainda dentro do octógono.

A luta

Bate-Estaca começou dominando o centro do octógono e abusando da esquiva, mas quem conectou os melhores golpes no início do confronto foi a sua oponente. Aceitando a trocação, Gadelha vinha melhor até que Jéssica a levantou e colocou para baixo em uma queda impressionante. Se mantendo por cima, a paranaense amassou até o fim do primeiro round.

Claudinha tentou dar o troco na segunda etapa, quando colocou a oponente para baixo logo no início, mas rapidamente o confronto voltou a ficar em pé. Nitidamente mais cansada, Gadelha levou muitos golpes duras e teve que sobreviver os cinco minutos seguinte, até que quase encaixou uma guilhotina no soar do gongo.

No terceiro e último assalto, Jéssica não deu brecha para a compatriota. Notando o cansaço de Claudinha, a paranaense colocou a luta para baixo logo no início do round e passou a trabalhar o ground and pound. Ao fim dos 15 minutos de luta, os juízes laterais deram vitória a Jéssica Bate-Estaca por decisão unânime.

Com o resultado, Jéssica Bate-Estaca chega a 17 vitórias e seis derrotas na carreira, aproximando-se novamente de uma disputa pelo título. Já Claudinha se complica na categoria e deve perder o posto de desafiante número 1 no ranking oficial do Ultimate.

Frankenstein erra estratégia

Henrique 'Frankenstein' se complicou de vez no Ultimate. O brasileiro não foi páreo para Gokhan Saki, especialista em kickboxing e ex-campeão do Glory, e foi nocauteado no primeiro round. Com o resultado, o brasileiro acumulou a quarta derrota no maior torneio de MMA do mundo.

Enfrentando um dos maiores trocadores do mundo, a tarefa do brasileiro não era nada fácil. E ele parece ter escolhido a pior estratégia possível para iniciar o duelo: lutar em pé. Logo nos primeiros segundos de combate, Frankenstein foi para cima do turco e parecia querer trocar, mas foi atingido seguidas vezes com chutes altos e golpes no rosto que minaram o pernambucano.

Com a situação difícil em pé, o brasileiro chegou até a buscar algumas vezes a queda, mas não conseguiu. Perto do fim do primeiro round, Frankenstein surpreendeu com joelhadas e golpes potentes que pareciam balançar Saki. No entanto, esse jogo abriu brecha para o turco acertar uma esquerda violentíssima que derrubou o rival e o árbitro central colocou fim ao combate.

Foi a estreia de Gokhan Saki no UFC e sua segunda luta de MMA na vida. O atleta de 33 anos conquistou sua primeira vitória e pelas palavras ao fim do combate deve dar sequência ao seu novo legado dentro do octógono.

Decadência de Gomi

Um dos maiores ídolos da torcida local, Takanori Gomi novamente decepcionou e deu sequência ao seu péssimo momento após ser nocauteado por Dong Hyun Kim no primeiro round. Foi a quinta derrota seguida do japonês que já foi campeão do Pride e luta profissionalmente desde 1998. A aposentadoria parece se tornar uma verdade cada vez mais forte.

CARD PRINCIPAL

Jéssica 'Bate-Estaca' venceu Cláudia Gadelha por decisão unânime dos juízes laterais;
Dong Hyun Kim venceu Takanori Gomi por nocaute no primeiro round;
Gokhan Saki venceu Henrique 'Frankenstein' por nocaute no primeiro round;
Teruto Ishihara venceu Rolando Dy por decisão unânime dos juízes laterais;
Jussier 'Formiga' venceu Yuta Sasaki por finalização (mata-leão) no primeiro round.

CARD PRELIMINAR

Keita Nakamura venceu Alex Morono por decisão dividida dos juízes laterais;
Syuri Kondo venceu Chan Mi Jeon por decisão dividida dos juízes laterais;
Shinsho Anzai venceu Luke Jumeau por decisão unânime dos juízes laterais;
Daichi Abe venceu Hyun Gyu Lim por decisão unânime dos juízes laterais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!