Esporte

Edson Barboza aprova duelo com Khabib e critica estilo ostentação de McGregor

Diego Ribas
Imagem: Diego Ribas

Lais Rechenioti, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

29/09/2017 06h00

Recuperado de uma cirurgia no ombro realizada em junho deste ano, o peso-leve (70 kg) Edson Barboza garantiu que está pronto para enfrentar seu próximo adversário. Mesmo que não haja nenhum anúncio oficial do UFC, o brasileiro disse que gostaria de realizar um confronto com alguém melhor ranqueado do que ele. Sem lutar desde março - quando nocauteou o iraniano Beneil Dariush -, o atual quarto colocado no ranking oficial da organização prometeu que vai "estar pronto para o que eles oferecerem".

Sem muitas opções de possíveis adversários na divisão dos leves, Barboza viu o nome de Khabib Nurmagomedov, número um do ranking, ser apontado por Ali Abdel-Aziz - empresário do atleta russo -, como favorito para enfrentá-lo. No entanto, mesmo sem ter certeza de quem será seu próximo oponente, o atleta afirmou, em entrevista exclusiva para a Ag. Fight, que já está se preparando para retornar o quanto antes aos octógonos.

"Eu quero lutar o mais rápido possível. Gostaria de enfrentar alguém que está na minha frente no ranking. Nas minhas duas últimas lutas, eu lutei com caras que estavam atrás de mim, lutas super perigosas. O cara que está disponível na minha frente é o Khabib, então acho que seria bem legal lutar com ele. É uma luta que faz sentido para gente. Estou treinando muito e pronto para guerra. Vamos ver, tomara que saia" comentou o lutador.

O próximo evento do UFC será no próximo dia 7 de outubro, em Las Vegas (EUA), e a luta principal da noite colocará em disputa o cinturão interino da categoria de Barboza. O título linear, no entanto, pertence a Conor McGregor, irlandês que não deve fazer nenhuma defesa esse ano, já que protagonizou uma superluta de boxe contra Floyd Mayweather em agosto. Para o brasileiro, essa paralisação é ruim para a divisão e para os outros atletas.

"Acho que essa estagnação da categoria horrível. O McGregor está negando luta com todo mundo, nunca defendeu o cinturão, nem na divisão de baixo e nem na categoria de 70 kg. E o UFC não tira o cinturão dele. Então é horrível isso. Acho que não é bom, principalmente para o atleta que está nessa correria há tanto tempo, e querendo realmente. Somos lutadores de verdade. E esse cara está aí travando todo mundo, mas fazer o que? O negócio é continuar trabalhando", lamentou o brasileiro.

As provocações exageradas e o fato de McGregor falar muito sobre dinheiro não costumam agradar a todos. Apesar de ressaltar que o irlandês é um bom lutador, Barboza criticou a visibilidade negativa que o atual campeão também trouxe para o esporte. Afinal, dono de uma postura pacata e de poucas palavras, o brasileiro condena o perfil de ostentação criado por 'Notorious', imagem que não faria sentido com a de um atleta de artes marciais.

"Meu ponto de vista é: ele traz visibilidade, não só para categoria, mas para o esporte, mas por um lado ruim. É um cara que ostenta, só fala em dinheiro, fala muita besteira, falta com respeito com as pessoas", analisou Barboza.

"Eu aprendi com meus pais o respeito, e eu tenho que respeitar. Aprendi nas artes marciais que eu tenho que respeitar, não importa quem seja. Sou o tipo de cara que se eu o vir dando uma entrevista e eu tiver sentado com meu filho assistindo, eu vou mudar de canal, porque eu tenho certeza que ele vai falar alguma besteira. Em relação a lutar com ele, seria uma grande luta. Como lutador, ele é muito bom. E seria bem divertido lutar com ele, eu adoraria".

Barboza fez a sua estreia no UFC em novembro de 2010 e venceu 13 das suas 17 lutas no octógono. Em sua última atuação, no dia 11 de março, ele venceu o iraniano Beneil Dariush por nocaute com uma joelhada voadora. Na organização, ao todo, o atleta ganhou destaque seis vezes como protagonista da "Luta da Noite".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo