Topo

Esporte

Werdum pede desculpa à comunidade gay por xingamentos a Ferguson

Florian Sadler
Imagem: Florian Sadler

Ag. Fight

29/09/2017 16h58

Fabrício Werdum se envolveu em um grande contratempo na última quinta-feira (28), durante um compromisso com a imprensa em Los Angeles (EUA). O ex-campeão peso-pesado do Ultimate se desentendeu e discutiu de maneira ríspida com Tony Ferguson, atleta que lutará pelo cinturão interino dos leves (70 kg) no mesmo card que o brasileiro, no UFC 216. Mas as ofensas proferidas pelo gaúcho parecem ter atingido não apenas o americano, como um outro grupo de pessoas.

Isso porque durante a discussão, Werdum soltou alguns palavrões em português e em espanhol. E um deles em especial foi entendido por muita gente que não gostou do que o brasileiro falou. 'Maricon' (bicha, em inglês) foi a palavra que gerou protestos de algumas pessoas nas redes sociais, e o ex-campeão utilizou sua conta no Twitter para se defender das acusações e também pedir desculpas.

"Maricon é uma palavra comum na linguagem espanhola e eu não quis fazer para ofender ninguém da comunidade LGBT, e se eu fiz isso, peço desculpas", escreveu Werdum.

Apesar de ter admitido que passou do ponto com a palavra que utilizou para ofender o americano, o brasileiro está longe de mostrar arrependimento pela atitude de peitar o rival.

Ambos atletas lutarão no UFC 216, marcado para dia 7 de outubro, em Las Vegas (EUA). Werdum medirá forças com Derrick Lewis, enquanto Ferguson disputará o cinturão interino dos leves (70 kg) contra Kevin Lee.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte