Topo

MMA

Cris 'Cyborg' relembra polêmica com UFC para defender Werdum

Reprodução
Imagem: Reprodução

Ag. Fight

Ag. Fight

01/10/2017 12h08

Cris 'Cyborg' é a atual campeã peso-pena (66 kg) do maior torneio de MMA do mundo. Mas durante anos a curitibana sofreu bastante com bullying e diversas acusações infundadas sobre sua sexualidade ou sobre doping. Algumas delas, inclusive, partiram de membros do Ultimate, como Joe Rogan, comentarista oficial do torneio, e Dana White, presidente da organização.

Exatamente por conta disso que a brasileira utilizou a sua conta no Instagram para manifestar apoio a Fabrício Werdum, que está enfrentando problemas com o Ultimate após discutir com Tony Ferguson e chamar o americano de 'maricón' (equivalente a 'maricas', em espanhol). Como consequência dessa atitude, o ex-campeão dos pesados terá que prestar serviços à comunidade em apoio à causa LGBT.

Cyborg não chegou a criticar a ação que Werdum será obrigado a participar, mas sim o comportamento da organização. A campeã comparou a situação do amigo com aquela vivida por ela. Confira na legenda completa da publicação abaixo:

"Vamos refletir...
Por anos muitas pessoas dentro da empresa falavam que eu tenho "pênis". Sim, ridículo de ler, mas isso venho suportando por anos, e ainda continuo tendo ataques com isso por pessoas alienadas pela a mídia.
E quando li essa matéria pensei: "por que quando nós, brasileiros, somos atacados não temos proteção nenhuma e quando nos defendemos de ataques somos punidos?
Na realidade, servir a comunidade fazemos com prazer nos tornamos mais humanos, tem muitos que deveriam ter essa "punição"! E outra coisa, nós brasileiros deveríamos ser respeitados assim como qualquer outro atleta de outro país, sabe por quê?
O Brasil é o país número um com internacional contratos com televisão, isso quer dizer aonde fazem mais dinheiro entre todos os países fora dos USA".

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em Ago 8, 2015 às 9:50 PDT

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!