Topo

MMA

Michael Bisping provoca e exige mais testes antidoping em GSP

Diego Ribas
Imagem: Diego Ribas

Ag. Fight

04/10/2017 11h51

 

Michael Bisping e Georges St-Pierre farão a luta principal do UFC 217, marcado para dia 4 de novembro, em Nova York (EUA), e as provocações que cercam esse confronto ganharam mais um capítulo. Na última terça-feira (4), o inglês exigiu que a USADA (agência antidopagem norte-americana) seja mais firme com seu adversário. Esse pedido se deu pelo fato do lutador achar que o canadense está fugindo dos exames que devem ser realizados.

O inglês, que afirmou recentemente que tem espiões observando os treinos de 'GSP', alegou que o seu oponente tem adiado os exames de doping obrigatórios. St-Pierre se aposentou em 2013 e retomou a sua carreira para enfrentar Bisping. Por isso, pelas regras do UFC, o canadense precisa ser acompanhado pela USADA durante seis meses para estar apto para retornar aos octógonos. Em conversa no seu próprio podcast 'Believe You Me', o 'The Count' garantiu que seu adversário não passou por essa etapa.

"Eu tive uma noite intensa e Georges tirou uma com a minha cara. Vai se f..., Georges. Eu tenho 38 anos e estou em Las Vegas. Se você for homem suficiente para me enfrentar em breve, eu não vou beber. Quando eu treino para uma luta, eu sou muito, muito dedicado. Mas é claro, eu não estou treinando para uma luta porque eu não sei se o Georges precisa tirar todos os esteroides do organismo antes dele entrar nos testes da USADA. Eu não sei qual a razão, mas deve ter uma razão muito válida, porque ele deveria ter sido testado seis meses antes de voltar e ele está se esforçando ao máximo para adiar esses testes", afirmou o campeão dos médios (84 kg).

A informação oficial da Usada é que St-Pierre foi testado dez vezes desde começou a bateria de testes da agência de antidoping, em agosto de 2016. Ele foi testado quatro vezes no último trimestre de 2016, duas vezes no primeiro semestre deste ano e mais quatro vezes no terceiro trimestre de 2017. Bisping também passou pela mesma quantidade de exames, dez vezes no mesmo período de tempo, aproximadamente. O atual campeão dos médios pediu que a agência vá ao Canadá e teste 'GSP'.

"Eu estava treinando com alguém recentemente - eu não vou citar nomes - e ele estava me dizendo que estava usando uma coisa. Ele não faz parte do meu time, mas eu não pude deixar de reparar o quão musculoso ele estava", contou o lutador.

"Eu sou muito ingênuo quando se trata de esteroides, mas ele disse que isso entra e sai do seu organismo em um dia. Um dia! Que m...! Eu não sabia nem que esse tipo de coisa existia, eu realmente não sabia. Isso é o quão ingênuo eu sou, e é isso que todos esses filhos da p... estão tomando, estou te falando. Então, USADA, se você está ouvindo, se mexa e vá para o Canadá testar o Georges. Se esconda no apartamento dele e pegue esse filho da p... na academia".

Bisping e St. Pierre disputarão o cinturão da divisão peso-médio. Além deles, o evento terá outras duas defesas de título: Cody Garbrandt lutará contra TJ Dillashaw, para continuar como campeão dos galos (61 kg), e Joanna Jędrzejczyk enfrentará Rose Namajunas pelo peso-palha feminino (52 kg).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!