MMA

Médico do UFC relata drama ao atender vítimas do ataque em Las Vegas

Mark Ralston/AFP
3.out.2017 - Velas são colocadas na avenida Las Vegas Strip, em homenagem às vítimas do atentado que matou 59 pessoas e feriu mais de 500 em Las Vegas Imagem: Mark Ralston/AFP

Ag. Fight

06/10/2017 13h24

O ataque a tiros realizado no último domingo (1º) em Las Vegas (EUA) chocou o mundo e alterou a rotina de todos os cidadãos da cidade. Inclusive Jeffrey Davidson, médico do UFC, que imediatamente foi para um dos hospitais que estava recebendo as vítimas para auxiliar com o resgate e primeiro socorros. Presidente do departamento de emergência do Hospital Valley, ele relatou o episódio e garantiu que nunca havia presenciado uma cena tão catastrófica.

A polícia identificou Stephen Paddock, de 64 anos, como o responsável pelo ataque. O atirador disparou contra um festival de música country do 32º andar do hotel Mandalay Bay e se matou antes das autoridades entrarem no quarto. Em entrevista ao programa 'MMA Hour', Dr. Davidson contou que o hospital estava em que trabalha ficou lotação máxima e precisou alocar vítimas em salas e corredores.

"Eu estava em casa, acho que como todo mundo estava me preparando para dormir, quando recebi a notícia de que estava acontecendo um ataque com muitas vítimas e logo foi classificado como desastroso", comentou o médico.

"Eu não sabia o que estava acontecendo e liguei a televisão para entender a situação e comecei a assistir o que o mundo inteiro estava vendo. Eu imediatamente liguei para o chefe da emergência e corri para o hospital. Foi uma cena horripilante! Muitas vítimas sendo levadas por ambulâncias e também por carros particulares. Foi então que eu entendi que aquele era o episódio que mais exigiu dos hospitais aqui na nossa comunidade".

Ao todo, mais de 500 pessoas ficaram feridas e 59 morreram nesse que foi o maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos. O médico relatou que divido ao número de feridos, foi necessário analisar a gravidade de cada caso e priorizar os que possuíam mais riscos.

"A estratégia para essa situação foi realizar uma triagem. Ou seja, analisar quem eram as pessoas com lesões mais graves e começar o processo para salvar essas vidas, ressuscitando, entubando, aplicando medicamentos. Você precisa começar com os casos que precisam ser encaminhados para a cirurgia rapidamente e intercalar com as vítimas que precisavam serem ressuscitadas. Tudo isso muito rápido", explicou o Dr. Davidson.

"Eu amo Las Vegas, acho que é uma ótima cidade. Foi muito difícil presenciar tudo isso. Eu tenho dois filhos, e eu consigo me colocar na posição das famílias e dos amigos que chegavam correndo querendo alguma informação. Foi difícil, o meu coração se despedaçou vendo as vítimas, as famílias e os amigos, acho que o pior de tudo foi a comunicação com eles, no dia do ataque e nos dias seguintes".

Apesar do atentado, o UFC decidiu manter a edição número 216 do show para o próximo sábado (7), na cidade. No card principal, Tony Ferguson e Kevin Lee vão disputar o título interino dos leves (70 kg) e Demetrious Johnson fará sua 11ª defesa de cinturão consecutiva, pela divisão peso-mosca (57 kg).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Na Grade do MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Na Grade do MMA
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo