Esporte

Francis Ngannou revela que se ofereceu para enfrentar Fabrício Werdum no UFC 216

Diego Ribas
Imagem: Diego Ribas

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

09/10/2017 13h54

Depois da retirada de Derrick Lewis do UFC 216 - evento que aconteceu nesse sábado (7), em Las Vegas -, Fabrício Werdum não ficaria sem adversário, pelo menos no que dependesse de Francis Ngannou. Afinal, o atleta revelou que chegou a se oferecer para tapar o buraco do card principal e assim enfrentar o brasileiro mesmo com a notificação de apenas três horas antes do confronto.

Ngannou contou, em conversas com os jornalistas durante a edição de número 216 do show, que tentou entrar em contato com os matchmakers da organização através de seu empresário, mas que não conseguiu falar com eles e se viu obrigado a desistir da ideia. Desta forma, o UFC escalou Walt Harris, que se apresentaria no card preliminar, de última hora para ser o adversário de Werdum. A luta acabou em 65 segundos com uma finalização do brasileiro.

"Se eu soubesse da desistência de Derick Lewis há uns dois dias atrás, eu pegaria a luta. Eu me preparo para isso e mesmo que seja algo que não deveria ter acontecido, eu seria um homem abençoado se pudesse estar nessa luta", garantiu o lutador.

"Parecia que eu sabia que alguma coisa ia acontecer. Na quinta, quando eu estava treinando, eu pensava: 'Pega leve, não dê tudo agora', mas eu sei que como foi de última hora, a Comissão Atlética não poderia me autorizar a entrar no octógono. Mas quando eu soube, eu tentei entrar em contato com o matchmaker para poder lutar, mas ele estava ocupado".

O próximo compromisso do camaronês será no UFC 218, que acontecerá no próximo dia 2 de dezembro, em Detroit (EUA), contra Alistair Overeem. E nesse confronto, o 'Predador' tem uma vantagem sobre o seu adversário, de acordo com a sua análise. O lutador afirmou que é "mais rápido, mais forte, tenho um ótimo soco e poder nocaute, e é isso que pode acontecer".

Depois da sua próxima performance no octógono, o atleta garante que irá esperar por uma oportunidade para disputar o título da divisão peso-pesado. Ngannou entrou no UFC em 2015 e nunca perdeu na organização. O lutador terminou quatro das suas cinco lutas no octógono por nocaute. Como profissional de MMA, o francês teve apenas uma luta sendo decidida pelos juízes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo