Topo

MMA

Empresário afirma que Conor McGregor enfrentará Tony Ferguson

Getty Images
Conor McGregor celebra em balada em Las Vegas após luta contra Floyd Mayweather Imagem: Getty Images

Ag. Fight

01/11/2017 12h10

A unificação do cinturão da categoria peso-leve (70 kg) vai acontecer. Ao menos é o que garante o empresário tanto de Tony Ferguson quanto de Conor McGregor, Audie Attar. Apesar do desejo do irlandês em realizar uma trilogia com Nate Diaz, o agente afirmou que é natural que a divisão tenha apenas um campeão. A única incerteza do responsável pelas carreiras dos atletas é quando esse encontro acontecerá.

McGregor se tornou o campeão dos leves (70 kg) em novembro de 2016 e não defendeu o seu título desde então. Com isso, no UFC 216 - que aconteceu no último dia 7 de outubro, em Las Vegas (EUA) - Ferguson enfrentou Kevin Lee e tomou posse do cinturão interino da divisão, depois de finalizar o seu adversário. Por isso, Attar defendeu, em entrevista para o podcast "Believe You Me", que o americano conquistou o direito de ter uma luta que possa lhe dar oportunidade de ocupar o posto mais alto da categoria.

"Não posso dizer com quem o Conor vai lutar em seguida. Eis o que eu vou falar: Tony merece uma luta pelo cinturão. Ele ganhou o título interino. Conor não foge de desafios. A luta com o Nate faz sentido, obviamente, porque seria uma trilogia. Eles nunca lutaram na divisão de 70 kg, mas faz sentido. Mas eu acredito que quando o Tony e o Conor se enfrentarem, o cinturão será validado. Vai colocar em jogo o título e é disso que se trata", explicou o empresário.

Mesmo sabendo que a qualquer momento os seus atletas podem se encontrar no UFC, Attar afirmou que isso não é um problema e que é inevitável quando se gerencia dois atletas que competem em alto nível no mesmo esporte. O confronto entre o americano e o irlandês se torna ainda mais viável uma vez que o cinturão precisa ser unificado.

"Esse é um esporte que eles vão competir. Se você tem clientes na mesma divisão de peso, e eles estão no topo da categoria, eles vão se encontrar. E com o Tony e o Conor isso é inevitável. Você tem o campeão linear e o campeão interino dos leves, então, essa é uma luta que vai acontecer naturalmente", comentou o empresário.

McGregor se tornou o campeão dos leves ao nocautear Eddie Alvarez, em novembro do último ano. Depois disso, o irlandês decidiu se aventurar no boxe e desafiou Floyd Mayweather para uma superluta. Com a empreitada nos ringues, o peso-leve não deve voltar ao UFC neste ano, o que adia ainda mais a unificação do título da categoria.