MMA

Após polêmicas, Colby perde a paciência e xinga ex-técnico de sua equipe

Leandro Bernardes/Framephoto
Colby Covington provoca torcida após vencer Damian Maia Imagem: Leandro Bernardes/Framephoto

Ag. Fight

Ag. Fight

01/11/2017 06h00

Colby Covington é mesmo um lutador peculiar e disposto a polêmicas. Depois de viajar ao Brasil e, logo após vencer Demian Maia, xingar os presentes no Ginásio Ibirapuera, o americano agora mira sua metralhadora para Ricardo Libório, ex-treinador e um dos fundadores da America Top Team.

Em recente entrevista para o site Bloody Elbow, Colby criticou a postura do veterano brasileiro, que condenou publicamente seu comportamento e aproveitou para anunciar sua saída da ATT. De acordo com o aleta de 29 anos, Libório estaria apenas usando seu nome e visibilidade para tirar vantagem.

"Ricardo Libório é uma piada. Esse cara saiu da ATT faz dois, três anos. Aquele cara é uma completa piada tentando usar meu nome e minha fama, e essa coisa com o Brasil para parecer o cara bom da ATT. Ele saiu faz um tempo. Ele estava usando o Dan Lambert, dono da ATT. Ele estava usando o Dan. Recebia seus salários por dois ou três anos sem nem aparecer para trabalhar. É um idiota, um m...., está agindo como um pedaço de m*** tentando usar meu nome para aparecer", narrou em tom elevado, como acostumou seus fãs a vê-lo em seus mais recentes discursos.

Parecendo não estar disposto a dar passos para trás, resta ao americano seguir atacando, nem que para isso precise entrar em pé de guerra com sua própria equipe. Afinal, a ATT é composta por diversos lutadores e treinadores brasileiros, o que pode tornar o convívio cada vez mais difícil.

"Você não precisa de um grupo grande. Pessoas estão sempre tentando te usar e fazer coisas ruins. Temos diferentes pessoas de diferentes países, então pessoas escolherão lados. É o que é. Você verá pessoas escolhendo lados sobre meu incidente no Brasil", declarou, dando de ombros para as inimizades que possa ter criado no time.

A passagem de Covington pelo Brasil foi tumultuada desde o início. Em entrevistas antes da luta, disse que estava odiando o país. As provocações continuaram na pesagem e durante o evento realizado no ginásio do Ibirapuera. Na entrevista ainda no octógono, o norte-americano chamou o Brasil de “chiqueiro”, o que provocou uma reação na torcida, que arremessou objetos em direção ao lutador.

Para completar, em uma publicação feita através do seu Twitter no dia seguinte, o americano abusou da ironia em um pedido de desculpas ‘fake’ e voltou a se referir aos torcedores que estiveram no UFC São Paulo como “animais imundos". O comportamento do lutador vai gerar uma análise do UFC e causou mal-estar até em sua academia.  

Dentro dos que manifestaram publicamente repudio à sua postura, Amanda Nunes e Antônio 'Pezão', veteranos da academia, não deixaram barato. Com xingamentos, eles deixaram claro que, ao que parece, essa história não acaba tão cedo. Connan Silveira, brasileiro e head coach da ATT, revelou inclusive que uma reunião será feita para avaliar o caso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Redação
Redação
Topo