Esporte

McGregor se desculpa por comentários homofóbicos feitos no UFC Polônia

Ag. Fight

Ag. Fight

01/11/2017 10h50

Recentemente, Conor McGregor foi acusado de fazer comentários homofóbicos enquanto acompanhava seu companheiro de treinos Artem Lobov para o vestiário após a derrota do russo no UFC Polônia, que aconteceu no último dia 21 de outubro, em Gdansk. Mas para encerrar a polêmica, o campeão linear da divisão peso-leve (70 kg) se desculpou com a comunidade LGBT e afirmou que "só estava tentando ajudar" o seu amigo.

Na saída do octógono, o irlandês foi flagrado ao criticar a estratégia adotada pelo adversário de Lobov, Andre Fili: "Eu pensei que você apagaria ele. O que estou dizendo é que ele é uma bicha. Ele é uma bicha. Não sabia que ele era uma bicha". Contudo, as imagens viralizaram rapidamente na internet e McGregor foi acusado de homofobia.

Em entrevista dada para o programa irlandês 'The Late Late Show', 'Notorious' se desculpou pela declaração e ressaltou que apoiou uma campanha que defendia o casamento de pessoas do mesmo sexo em 2015. Além disso, McGregor afirmou que se deixou levar pelo momento e que estava chateado com a derrota do seu companheiro de treinos (assista abaixo ou clique aqui).

"Eu tive que tomar uma providência. Eu estava assistindo a um lutador, um colega de treino, um amigo, um irmão, que deu tudo de si para me ajudar a me preparar para as lutas, para dar a minha saúde e o meu corpo capacidade para entreter o público. Então, esse era o atleta que eu fui assistir e apoiar", argumentou o campeão dos leves.

"Eu testemunhei ele perder aquela luta, o que talvez tenha sido algo determinante para acabar com uma carreira em potencial, com um oponente que aceitou a trocação. Eu estava chateado. Eu estava sussurrando em seu ouvido sobre isso e eu disse o que disse. Nunca quis desrespeitar a comunidade LGBT, simplesmente não quis. Você poderia jurar que eu estava gritando com duas pessoas do mesmo sexo se beijando. Eu apoiei a campanha quando estavam tentando igualizar o casamento de pessoas do mesmo sexo, eu apoiei isso. É apenas um exemplo onde as coisas explodem e eles simplesmente se aproveitam para me criticar. Eu peço desculpas pelo que eu disse, mas é isso, eu quero seguir em frente", completou.

Depois da derrota, Artem Lobov considerou a aposentaria, mas decidiu manter o seu desejo pelo esporte. O atleta pediu para ser demitido do UFC e afirmou considerar ingressar no boxe. O ex-participante do TUF acumula 13 vitórias e 14 derrotas no seu cartel.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo