Esporte

Whittaker projeta unificação de cinturão dos médios: "Não abro mão"

Diego Ribas, em Nova York (EUA)

Ag. Fight

06/11/2017 16h36

A luta principal do UFC 217 - que aconteceu nesse sábado (4), em Nova York (EUA) - determinou o novo campeão linear dos médios (84 kg). Michael Bisping e Georges St-Pierre disputaram o cinturão, com a vitória do canadense por finalização. Contudo, antes que esse confronto acontecesse, Robert Whittaker, que possui o título interino da divisão, cravou que seria o próximo adversário de quem ganhasse.

Mesmo com o desejo de unificar o cinturão em seu país, o australiano garantiu que fará esse combate em qualquer lugar do mundo, já que essa deve ser a prioridade da divisão. Em entrevista para os jornalistas que estavam presentes no evento em Nova York, Whittaker assegurou que ter apenas um campeão em sua categoria é mais importante que o local do combate.

"Eu preciso estar de acordo para lutar em qualquer lugar. A minha próxima luta será para unificar o cinturão. Este é meu próximo desafio, eu não vou abrir mão disso. Seja no meu país, o que eu adoraria, ou em qualquer outro lugar", prometeu o atleta.

Sem saber quem seria o campeão linear dos médios, já que a luta entre o inglês e o canadense ainda não havia acontecido quando o atleta falou com a imprensa, Whittaker colocou em xeque o futuro da divisão caso 'GSP' conquistasse o cinturão, o que de fato aconteceu. Porém, mesmo com St-Pierre afirmando que voltaria para a sua categoria de origem, os meio-médios (77 kg), Dana White garantiu que o atleta deve unificar o título antes de qualquer mudança.

"Tem muitos boatos sobre o que vai acontecer em seguida. Se o Georges ganhar, ele vai pegar o cinturão e desistir. Se o Bisping ganhar, ele vai se aposentar e eu vou lutar com o Rockhold. Se o Michael vencer, ele vai lutar comigo em Manchester em algum momento, se Georges vencer, eu vou precisar lutar com ele em algum momento. Então, não importa o que aconteça, não tem como saber. Eu só preciso garantir que vou estar pronto para lutar e lutar. É tudo que eu posso fazer, não tenho como saber contra quem vai ser e nem onde vai ser", ponderou o australiano.

Whittaker se tornou o campeão interino quando derrotou por decisão unânime dos juízes laterais o cubano Yoel Romero, no último mês de julho. Com a luta entre Bisping e St-Pierre agendada, o australiano precisou esperar a definição do cinturão linear e agora fica no aguardo das cenas dos próximos capítulos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo