Topo

MMA

Empresário frustra planos do UFC e nega Holly Holm diante de Cyborg

AFP PHOTO / ROSLAN RAHMAN
Holly Holm durante luta contra Bethe Correia Imagem: AFP PHOTO / ROSLAN RAHMAN

Ag. Fight

09/11/2017 10h46

 

A enorme campanha feita por Cris Cyborg não deu certo e ela não medirá forças com Holly Holm no UFC 219, marcado para dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Ao menos é o que garante Lenny Fresquez, empresário da norte-americana, que revelou não ter chegado a um acordo financeiro com o maior torneio de MMA do mundo para este confronto.

"Holly estava ansiosamente esperando pela luta de 30 de dezembro com Cyborg e estava treinando para isso. Mas nós não conseguimos entrar em acordo financeiro para essa luta pelo cinturão dos penas em dezembro. Nós estamos ansiosos em enfrentá-la nas circunstâncias corretas", afirmou o agente em entrevista ao site "MMA Fighting".

A novidade deve colocar um enorme ponto de interrogação nos planos do Ultimate. Em uma categoria onde Cyborg reina absoluta e praticamente não tem atletas para desafiá-la, o duelo contra Holly Holm parecia o mais aceitável a essa altura do campeonato. A brasileira se apresentou apenas uma vez neste ano, quando nocauteou Tonya Evinger no UFC 214 e conquistou o título dos penas.

Assim que ficou sabendo da notícia de que Holm não havia feito qualquer tipo de acordo para enfrentá-la no UFC 219, Cris Cyborg correu para as redes sociais e se mostrou ainda apta a fazer parte do evento.

"Eu ainda quero lutar #ufc219 agora aceitando ofertas lutas de travesseiros, comida e de água (risos)", escreveu a brasileira.

Cyborg possui um cartel de 18 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado no MMA profissional. Aos 32 ano, seu único revés como lutadora foi em sua estreia, no ano de 2005.