Topo

MMA

Após desistir de cinturão do Brave, Lucas Mineiro quer subir de categoria

Srdjan Stevanovic/Zuffa LLC/Zuffa LLC
Lucas Mineiro venceu sua luta no UFC Imagem: Srdjan Stevanovic/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Diego Ribas

Ag. Fight

20/11/2017 12h54

Depois de enfrentar problemas com a balança e precisar desistir de luta que valia o cinturão da categoria peso-pena (66 kg) no Brave 9, Lucas 'Mineiro' e sua equipe estudam uma possível mudança de divisão, para não colocar em risco a integridade física do atleta. Isso porque,  o brasileiro passou mal em seu corte de peso mais recente e tomou a decisão de se retirar do confronto que aconteceria nessa sexta-feira (17).

Em entrevista exclusiva para a Ag. Fight, Diego Lima, treinador do atleta, ressaltou que Mineiro já lutou como peso-leve (70 kg) e, por isso, não deve ter dificuldades para se adaptar no retorno a essa divisão. Apesar da mudança de categoria, o brasileiro ainda precisará cortar peso, mas não será algo tão drástico para o seu organismo quanto atingir os 66 kg, que é o limite dos penas.

"Conversamos com ele e acredito que na próxima luta dele é bem provável que seja nos 70 kg, porque ele é um cara muito forte, é um cara muito grande. Ele perde bastante peso para lutar, claro que para lutar nos 70 kg ele vai ter que fazer dieta, não vai bater brincando. Porque ele é um cara que treina muito, é um cara muito forte, ele não é um cara que tem gordura, é um cara que tem músculo", projetou o treinador.

"Ele já lutou em 70 kg no Brasil e se saiu bem. Ele é um cara grande para a categoria de 66 kg. Eu tenho certeza que o rendimento dele vai ser muito bom, que a força e explosão dele também serão ótimas. Para ele, vai ser até melhor. O corpo dele não vai sofrer tanto, é bem capaz que ele fique melhor do que ele já é. Nós vamos conversar agora e acredito eu que uma próxima luta já nos 70 kg seria uma coisa legal. Acredito que ele vai ser o Mineiro de sempre, vai soltar o jogo e meter a porrada, vai ser um cara forte na categoria".

A equipe do lutador ainda não descobriu o que pode ter causado o mal-estar durante o corte de peso para o Brave 9: The Kingdom os Champions. O brasileiro estava no Bahrein para a competição, mas Lima não sabe até que ponto a mudança para o Oriente Médio pode ter interferido no organismo do atleta.

"Eu não sei se foi a interferência da viagem, se teve interferência da alimentação aqui , não sei achar uma justificativa para isso agora. Só que, infelizmente, ele não se sentiu bem, ele passou mal e aí em respeito a integridade e ao corpo dele, a gente acabou encerrando esse processo de perda de peso dele e acabou o hidratando. Ele acabou subindo de peso, por isso, não bateu os 66 kg. Pedimos desculpa para o presidente, pedimos desculpa para o adversário, que é uma pessoa humilde e entendeu a situação", explicou Lima.

Mineiro já atuou como peso-galo (61 kg), enquanto ainda era atleta do UFC. Com a dificuldade para atingir os 66 kg, o brasileiro deve retornar à divisão peso-leve, onde já lutou do início da sua carreira, antes de ingressar na maior organização de MMA do mundo. O atleta da Chute Boxe detém um cartel com 19 vitórias e apenas três derrotas como profissional.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!