Topo

MMA

Jon Jones pede para que julgamento por doping seja adiado; entenda

AP/John Locher
Jon Jones tenta voltar ao octógono após suspensão por doping Imagem: AP/John Locher

Ag. Fight

22/11/2017 11h00

Depois de ser testado positivo para esteroides durante a disputa de cinturão dos meio-pesados (93 kg), em julho passado, Jon Jones espera o seu julgamento pela Comissão Atlética da Califórnia. O ex-campeão falhou no exame antidoping feito pela USADA (agência de antidopagem americana) durante o evento, mas a presença de substâncias ilegais em seu organismo só foi confirmada em setembro. Era esperado que "Bones" fosse ouvido ainda este ano, mas o atleta parece ter outros planos para o seu futuro.

Jones pode enfrentar uma punição de até quatro anos devido a sua reincidência no doping. A defesa garante que o lutador foi vítima de uma suplementação contaminada durante o camp e, para buscar mais provas e fortalecer essa argumentação, a sua equipe pediu para a Comissão que o caso não fosse julgado antes do recesso de final de ano. Por isso, a audiência do ex-campeão está prevista para acontecer apenas em fevereiro de 2018.

O meio-pesado foi escalado para enfrentar Daniel Cormier na luta principal do UFC 214, em duelo válido pelo cinturão dos meio-pesados. Contudo, o exame feito em Jones no dia do confronto deu positivo para Turinabol - substância usada para aprimorar o desempenho. A confirmação do doping veio na contraprova, em setembro. Com isso, o combate passou a não ter resultado e o título voltou para as mãos de 'DC'.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!