Topo

Esporte

Ex-UFC acusa matchmaker de mentir sobre medidas do octógono; entenda

Ag. Fight

28/11/2017 15h04

Cerca de cinco anos depois do seu confronto contra Roy Nelson na final do 'The Ultimate Fighter' 16, Matt Mitrione resolveu soltar o verbo sobre o nocaute sofrido em dezembro de 2012. O ex-atleta do UFC acusou um dos matchmakers da organização na época de ter omitido a informação de que o octógono teria medidas menores que o habitual. O que para Joe Silva, responsável pelo casamento daquele confronto, não passa de uma "desculpa para a derrota".

Para os shows que marcam a final do 'TUF', a proporção do cage é menor se comparado com os eventos tradicionais da organização. Mitrione alegou, em entrevista ao programa 'MMA Hour', que não lutaria caso soubesse que as medidas seriam diferentes. Por isso, o americano garantiu que, para manter a luta marcada, Silva mentiu para o atleta.

"Qualquer um que já ouviu as minhas entrevistas sabe o quanto eu desprezo cages pequenos. Joe Silva mentiu para mim e me disse que seria um cage grande, para que eu aceitasse a luta", atacou o lutador.

Silva explicou que 2012 foi o primeiro ano de contrato entre o UFC e a FOX. Por isso, a organização começou a produzir eventos quase todo final de semana e precisou controlar muitas produções e atletas lutando ao mesmo tempo. Em função desse fato, o ex-matchmaker defendeu-se a explicar que pode ter recebido informações desencontradas, mas que, apesar disso, não teria nenhum motivo para enganar o atleta.

"Eu nunca mentiria sobre isso. Não tem nenhuma razão para eu o fazer. Nunca escutei ninguém usar como desculpa para a derrota o fato do cage ser pequeno. Quando ele fala que eu menti, ele fala que tive essa intenção. Mesmo que eu soubesse as dimensões, com tudo que estava acontecendo, com tantos eventos e lutas. Mesmo que eu tivesse essa maldade, por que eu faria Matt Mitrione lutar nessas circunstâncias?", explicou Silva.

Aos 39, Mitrione é atleta do Bellator, onde acumula três vitórias consecutivas. O lutador estreou no UFC em 2009, quando começou sua carreira como profissional de MMA e foi derrotado apenas em cinco confrontos, nas 17 vezes que esteve no cage.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte