Topo

Esporte

Dana White rasga elogios a McGregor e afasta punição por confusão no Bellator

Ag. Fight

Ag. Fight

29/11/2017 10h50

Nos últimos dias, Conor McGregor tem sido notícia muito mais pelo que ele faz longe do octógono do que dentro dele. Sem lutar pelo Ultimate desde novembro de 2016, o campeão dos leves (70 kg) causou polêmica ao invadir o cage do Bellator e, mais recentemente, se envolveu em boatos de briga em um bar na Irlanda. Mas nada disso parece tirar a grande credibilidade que o atleta conquistou com seu chefe, o presidente do UFC, Dana White.

Em conversa com a imprensa em Las Vegas (EUA), o dirigente falou sobre as recentes polêmicas envolvendo seu lutador. Sobre o comportamento do atleta durante o Bellator disputado na Irlanda no início do mês, Dana White preferiu colocar panos quentes e transferir a ABC (Associação das Comissões de Boxe e Esportes de Combate), que era a responsável pela regulamentação daquele evento. Como única "punição", Dana afirmou não mais negociar para ter o irlandês no card do UFC 219, que será disputado em 30 de dezembro.

"Ele estava sendo observado pela ABC. Nós iríamos enfrentá-lo, independentemente do que Audie Attar (empresário de McGregor) disser, nós estávamos trabalhando em uma luta para ele no fim de ano. E ele não vai lutar. Ouçam, Conor talvez nunca mais lute. Esse cara ganhou centenas de milhões de dólares. Esses caras fazer dinheiro e é isso. Lutando é pior ainda. Tente levar soco na cara todo dia quando você tem 100 milhões de dólares no banco. Dinheiro muda tudo para muitas pessoas", despistou o dirigente.

Com relação aos boatos surgidos na imprensa irlandesa recentemente sobre McGregor ter se envolvido em uma briga de bar em seu país, Dana White preferiu não dar muita bola ao caso. Segundo ele, se fosse realmente verdade o que está sendo noticiado, todos já saberiam com mais detalhes.

"Não acho que seja verdade. Porque se fosse verdade, seria grande. Conor pode andar na rua que é uma notícia enorme agora. Se isso fosse verdade, acredito que seria algo louco. Se for verdade, nós vamos descobrir. Eu não posso perseguir todos esses caras por aí. Se for verdade, ficaremos sabendo e partiremos daí", afirmou.

De qualquer forma, o comportamento recente de Conor McGregor poderia deixar em alerta a organização do Ultimate. Dana White entende que essas atitudes sejam tomadas muito em função das pessoas com quem o irlandês vem andando. O dirigente ainda comparou o irlandês com Jon Jones, outro atleta-problema do UFC.

" Conor tem muitos também. Quando ele viaja, ele tem essas pessoas por dias com ele. Quando você faz esse tanto de dinheiro, você é esse tanto famoso e é um atleta profissional, você tem esse monte de 'sanguessugas'", ponderou o dirigente.

Por fim, Dana White falou sobre a situação da categoria dos leves. A divisão tem Conor McGregor como campeão linear e Tony Ferguson na condição de dono do cinturão interino. O mais lógico seria que os dois atletas se enfrentassem para unificar o campeão, mas isso ainda é visto como algo distante e sem previsão.

O presidente do UFC também não foi claro sobre a real possibilidade de cassar o título de McGregor caso ele não lute. Antes de pensar sobre o que fará com a divisão, Dana White quer rediscutir o contrato do irlandês - e Ferguson terá que esperar.

"Precisamos entender isso. Agora, com ele não é sobre defender ou deixar vago. Nós estamos trabalhando em um novo contrato com ele agora. Ferguson não tem direito de falar de nada sobre isso. Não vamos receber ordens do Ferguson, ok? Honestamente, sem mentir, esse garoto sempre topou tudo. Se precisamos que ele entre para lutar, ele sempre topava para enfrentar qualquer um, em qualquer lugar. Ele é esse tipo de cara. Para eu ter tanto respeito por um cara como Conor, é porque ele é o pacote completo".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte