Topo

MMA

Nocauteados, brasileiros se encontram no ambulatório e mostram "estrago"

Reprodução/Instagram
José Aldo, Charles "Do Bronx" e Alex "Cowboy" se encontram em ambulatório Imagem: Reprodução/Instagram

Ag. Fight

03/12/2017 06h52

Com três representantes em ação no card do UFC 218, o Brasil passou em branco após os nocautes sofridos por José Aldo, Charles "Do Bronx" e Alex 'Cowboy' no último sábado (2). Derrotados, os atletas tiveram tempo para se encontrarem no ambulatório logo após o show realizado em Detroit (EUA), e fizeram questão de registrar o momento.

O peso-leve (70 kg) Charles, que foi superado por Paul Felder no segundo assalto, compartilhou o momento com seus fãs e aproveitou a oportunidade para se adiantar a possíveis críticas que poderiam ser direcionadas a eles após os resultados negativos.

"Não foi nossa noite, mas um campeão é aquele que dá a volta por cima. Brasileiro não desiste nunca, e quem não gosta da minha história, desculpa, ela não foi feita para vocês", narrou o brasileiro em legenda logo abaixo de uma foto ao lado de Aldo e Cowboy.

Na atração principal da noite, Aldo foi nocauteado por Max Holloway pela segunda e deu adeus à chance de conquistar o cinturão dos pesos-penas (66 kg) do UFC pela terceira vez. Ex-campeão e dono da marca de oito defesas de cinturão seguidas, o atleta da academia Nova União viu sua motivação para seguir no MMA contestada.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!