Esporte

Eddie Alvarez nocauteia e acaba com a invencibilidade de Gaethje em guerra sangrenta

Ag. Fight

Ag. Fight

03/12/2017 02h18

Naquele que era o duelo mais esperado pelo presidente do UFC, Dana White, Eddie Alvarez e Justin Gaethje travaram uma verdadeira guerra de nervos, sangue e agressividade. Como de costume, o ex-campeão do WSOF imprimiu um ritmo insano, mas desta vez ele não resistiu e conheceu pela primeira vez o sabor da derrota em um duelo épico.

Nos dois primeiros rounds Eddie Alvarez levou a melhor graças ao volume e precisão de seus golpes. Alternando clinches e ataques no corpo com sequências de cruzados, o veterano abria vantagem nas papeletas ao mesmo tempo em que o rival minava suas pernas com chutes baixos.

Na terceira etapa, o esforço valeu a pena e Justin, com melhor jogo de pernas, impôs pressão constante e obrigou o rival, já mancando, a alternar a base e mudar a estratégia para poder suportar o castigo imposto. Até, claro, que a sorte lhe sorriu.

Como levava a pior na média e longa distância, Alvarez, ex-campeão do UFC, partiu para cima com tudo para encurtar a distância, o que pareceu incomodar o rival, que afoito em busca de um golpe limpo que pudesse reverter a desvantagem nos pontos abriu brechas na defesa. E foi aí que uma joelhada no infight garantiu o nocaute e o fim da invencibilidade de Justin, em resultado que colocou o público de Detroit de pé.

Próxima da fila?

A disputa entre Tecia Torres e Michelle Waterson contou com mais importância para o resultado do combate do que pela emoção proporcionada pelas atletas no octógono. Número 5 e 6 do ranking dos pesos-palhas (52 kg), respectivamente, as atletas brigavam diretamente por uma chance de desafiar Rose Namajunas, campeã da divisão e que já havia vencido ambas em outras ocasiões.

Por isso, o que não faltou foi empenho e muita aplicação tática das americanas. Se no primeiro round Tecia levou a melhor com o seu tradicional jogo de clinche e ataques na curta distância, Michelle empatou o confronto na etapa seguinte com uma queda seguida de um bom trabalho no ground and pound.

No entanto, o preparo físico e o atleticismo de Tecia, mais uma vez, desequilibrou e lhe garantiu a vantagem no último assalto. Queda, pegada pelas costas e uma sequência de golpes no ground and pound carimbaram sua vitória. Chegou a hora de disputar o cinturão? Só o tempo dirá.

Acompanhe os resultados do UFC 218:

Eddie Alvarez nocauteou Justin Gaethje no 3º round;
Tecia Torres venceu Michelle Waterson por decisão unânime;
Paul Felder nocauteou Charles 'Do Bronx' no 2º round;
Yancy Medeiros nocauteou Alex 'Cowboy' Oliveira no 3º round;
David Teymur venceu Drakkar Klose por decisão unânime;
Felice Herrig venceu Cortney Casey por decisão dividida;
Amanda Cooper nocauteou Angela Magaña no 2º round;
Abdul Razak Alhassan  nocauteou Sabah Homasi no 1º round;
Dominick Reyes finalizou Jeremy Kimball no 1º round;
Justin Willis nocauteou Allen Crowder no 1º round.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo