Esporte

Nova campeã do UFC revela que lutou lesionada

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

04/12/2017 16h31

O UFC criou uma nova divisão para as mulheres contratadas pela entidade, que antes precisavam escolher entre competir como peso-palha (52 kg) e peso-galo (61 kg). Para dar mais uma opção para as suas lutadoras, a maior organização de MMA do mundo deu início à categoria peso-mosca (57 kg), e para escolher a atual campeã contou com uma edição do programa 'The Ultimate Fighter' exclusivamente para esse feito. A final, que aconteceu ao vivo nessa sexta-feira (1), em Las Vegas (EUA), coroou Nicco Montaño no octógono, mas não sem um certo ar dramático no ar.

A atual campeã, que foi a 14ª escolha dos treinadores dentro de um grupo de 16 atletas no reality show, encarou a veterana Roxanne Modafferi, primeira escolhida no programa e que foi escalada de última hora para substituir Sijara Eubanks, que teve problemas durante o corte de peso. Como zebra da competição, a americana ainda revelou que fraturou o pé durante o camp e chegou a tomar injeções para dor às vésperas do evento. Quando subiu ao octógono para a luta mais importante de sua vida, Nicco garante que ainda estava com a mobilidade limitada.

"Na noite que a Sijara estava cortando peso, eu estava com ela. Durante o meu camp, eu fraturei um osso do pé e fiquei impossibilitada de andar por um tempo. Praticamente quebrou em dois. Então, eu fui a um médico para tomar injeção de cortisol. Depois disso, eu fui para as entrevistas e vi que ela estava com problemas para cortar peso. Eu, ela e a equipe ficamos acordados até umas 3 da manhã. Não foi uma decisão inteligente, mas estávamos passando pelas dificuldades juntos", narrou a atual campeã.

"Foi difícil naquele momento, o meu pé doía muito. Na pesagem, eu ainda não conseguia andar. Então um membro da minha equipe veio, massageou e me deu outra injeção de cortisol e isso ajudou um pouco. Acho que um dia antes eu devia ter uns 10% da minha mobilidade no pé esquerdo e pensei que não conseguiria lutar. Mesmo depois de ter passado por tudo aquilo no corte de peso. Ainda é difícil fazer alguns movimentos, é difícil chutar. Ainda estou limitada, mas as injeções fizeram efeito. Preciso continuar acreditando", completou.

Com posse do seu cinturão, Nicco revelou que só conseguiu participar do programa graças a ajuda de algumas pessoas que não deixaram de acreditar na sua capacidade. Antes do 'TUF', a campeã das moscas morava em um porão com o seu namorado e revelou que as lembranças do seu passado quase a desestabilizaram antes de de subir ao octógono.

"Antes da luta eu estava tentando segurar as minhas lágrimas, porque antes de eu vir para cá, com a ajuda de muita gente, eu ainda morava em um porão. Por isso o início foi tão ruim, eu pensava: 'Vou manter o cinturão no meu porão, porque eu moro em um porão'. Isso trouxe muita coisa para a minha vida e para a vida da minha família. Vou poder retribuir muita gente que sempre me ajudou. Então, significa tudo, significa o mundo para mim. Com tudo que guardei, vou me mudar para um apartamento e comprar algumas coisas boas, comprar comida, comprar presentes para os meus filhos", garantiu a lutadora.

A nova divisão ainda está sendo montada pelo UFC e algumas atletas que competiam em outras categorias anunciaram que pretendem passar para o peso-mosca, como é o caso de Valentina Shevchenko, Paige VanZant e Jessica Eye. Com o cinturão em mãos, Nicco reconheceu que é o novo alvo da organização, mas não se desespera com isso.

"Com certeza eu tenho um alvo nas minhas costas agora, isso já era esperado para o programa, quem quer que fosse a campeã. Já sabiam que iam ter algumas garotas indo atrás de quem vencesse. Mas eu nunca perdi a fé e vou continuar acreditando que sou a pessoa mais forte que posso ser. É tudo o que posso fazer. Dito isso, eu vou manter o cinturão pelo tempo que eu conseguir", prometeu a campeã.

"Na minha mente é claro que eu fico empolgada, mas eu sei que sou uma campeã com ou sem o cinturão. Eu sei o quanto eu me entreguei. Esse cinturão significa tudo, mas é algo superficial. Eu ganhei muito mais, aprendi sobre mim mesma, sobre o que eu posso fazer e o quão forte posso ser", finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo