Topo

MMA

Técnico de Aldo reclama de torcida: "Críticas de quem deve ser aliado"

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Max Holloway e José Aldo trocam golpes no UFC 218 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

05/12/2017 11h14

José Aldo subiu ao octógono nesse sábado (2), em Detroit (EUA), para enfrentar o atual campeão dos penas (66 kg), Max Holloway, na luta principal do UFC 218. Antes do confronto, o brasileiro se dizia motivado para recuperar o cinturão da categoria, mas acabou vivenciando praticamente um repeteco da sua atuação no Rio de Janeiro, quando perdeu o título para o americano. Por isso, o atleta tem recebido o apoio da sua família e dos seus treinadores.

Logo após a luta, Vivianne Oliveira, esposa de Aldo, publicou uma mensagem onde chamava os fãs brasileiros de hipócritas. E agora foi a vez de Emerson Falcão, técnico de muay thai e kickboxing do brasileiro, usar as redes sociais para prestar solidariedade à sua derrota. Nessa segunda, o treinador seguiu o mesmo caminho a mulher do atleta e também reclamou da postura da torcida que, de acordo com ele, criticam quem deveriam apoiar.

"Muitos falam, poucos sabem. Essa é a real, os Brasileiros se acostumaram a idolatrar pilantras e crucificar heróis, isso já é quase cultural, quem era para nos apoiar, aponta o dedo, critica e julga sem ao menos ter propriedade para falar do assunto. Nos acostumamos a lutar contra os rivais e a receber críticas dos que eram para ser nossos aliados. Ontem mais uma vez nosso campeão José Aldo fez a sua parte, lutou bravamente contra um adversário muito duro que foi superior na luta e venceu, assim como ele fez por muitos anos e ainda tem condições de fazer. O esporte é assim, nada e nem ninguém apagará sua história de vida e na luta. Todos nós, amigos e companheiros de equipe, estamos orgulhosos por tudo que você já nos proporcionou e ainda vai nos proporcionar, nada mudou. Perdemos uma batalha, mas A GUERRA CONTINUA", escreveu o treinador na legenda de uma foto em que aparece ao lado do brasileiro, quando ainda possuía o cinturão.

Com mais esta derrota para Holloway, Aldo perdeu três das suas últimas quatro lutas no Ultimate. Aos 31 anos, o futuro do brasileiro permanece incerto no torneio. Com um cartel que acumula 26 vitórias, o manauara é o maior campeão dos penas da história do Ultimate.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!